(21)A Cruz e o Sangue de Jesus

OUTROS TÍTULOS:
A fé que realmente nos salva para o céu
O que nos descansa do inferno e da dedicação
Qual a fé nos faz crer no sacrifício vicário
O ponto alto da missão salvadora de Jesus
A salvação antes e depois da cruz
... e outros títulos que o pregador achar por bem...


Deus-Filho (Jo.1:2-3) veio ao mundo para exercer sua missão Salvadora (Jo.1:29), só isto já era um grande sacrifício em nosso favor (Fp.2:7), capaz de perdoar nossos pecados (Fp.2:8). Mas por causa de sua missão, pelo que deveria provocar neste mundo pecador, foi morto (At.5:30), como Deus já havia avisado com antecedência desde o Antigo Testamento (Is.53:7). A cruz era a condenação mais penosa da época, na cultura romana (Gl.3:30). Em outros povos bárbaros, haviam castigos mais dolorosos e desumanos. Ele morreu da pior maneira possível, como morriam os piores condenados daquele tempo, mesmo sendo, comprovadamente, a bênção social que foi. O povo quis, preferiu assim, ao trocá-lo por Barrabás (Lc.23:18). São nestes sentidos que a Bíblia diz que morreu por nós, perdoando todos os nossos pecados (1Jo.2:2). O sangue de Jesus tem a ver com estes vários sacrifícios a que se submeteu por nossa causa, por amor a todos nós, por desejo de salvar o maior número possível de pessoas (Mt.26:28). Reconhecendo tudo isto, já estamos exaltando ao Senhor Deus-Trino, por Jesus, e também estamos compreendendo como, na Justiça do Senhor Deus, fomos perdoados e considerados sem pecados (Cl.1:20).
.
.
CADA ÊNFASE UMA LIÇÃO DIFERENTE
(1)A cruz era lugar de se pagar condenação, Jesus foi por vir salvar a humanidade
(2)A cruz era lugar de se pagar condenação, Jesus morreu em nosso lugar
(3)O sangue de Jesus foi derramado em todos os salvos, purificador de pecados
(4)O sangue de Jesus, como no Êxodo, nos livra do espírito de condenação
(5)O sangue de Jesus, como no Êxodo, nos livra das consequências da condenação
.
.
.
Quanto mais consagrado for o salvo, melhor o Senhor opera sua Graça, fazendo-o agradável aos seus propósitos. (2Co.3:5, Sl.37:5, Tt.2:11-14, Hb.13:20-21) (leia 399D)
.
Chamado de “Cordeiro de Deus”... Is.53:7, Jo.1:29, 1Co.5:7, 1Pd.1:19, Ap.5:6, 6:1, 7:9, 12:11, 13:8, 14:1, 15:3, 17:14, 19:9, 21:22
Cruz, instrumento de morte... Mt.27:32, Jo.19:17, Fp.2:8, Hb.12:2
Doutrina da cruz de Cristo... Pregação, 1Co.1:17; Glória, Gl.6:14; Reconciliação, Ef.2:16; Inimigos, Fp.3:18; Paz, Cl.1:20; Revoga ordenanças do Antigo Testamento, Cl.2:14.
Ofereceu-se como sacrifício... Jo.15:13, 2Co.8:9, Gl.1:4, Ef.5:2, tt.2:14, Hb.9:26, 1Pd.3:18, 1Jo.3:16, Ap.1:5
Sangue de sacrifícios era tipo do sangue de Cristo no Velho Testamento... Proteção, Ex.12:13; Expiação, Ex.30:10, Lv.17:11; Libertação, Zc.9:11; Garante perdão, Hb.9:7; Limpeza, Hb.9:22;
Seu sangue expiatório (em lugar de todos os arrependidos)... Mt.26:28, Jo.6:56, 19:34, At.20:28, Rm.5:9, Cl.1:20, Hb.9:14, 1Pd.1:18-19, 1JO.1:7, Ap.1:5, 5:9, 7:14, 12:11
.
.
.
.
.
.
Questões... (1)A cruz no tempo de Jesus, significava o pior e mais humilhante castigo oferecido a um criminoso condenado, que castigo seria oferecido a ele, com os mesmos objetivos de condenação, em nossos dias, em vários países do mundo? (2)Como podemos afirmar que ele foi morto na cruz por causa de nossos pecados? (3)Como podemos afirmar que sua morte na cruz perdoou todos os pecados de todos que passem pelo arrependimento em todos os tempos da história da humanidade?
.
.
.
Introdução do Tema... Vários irmãos se levantam e cada um diz o que mais lhe chama a atenção no texto de Lucas 23:33-49.
Leitura Reflexiva Mc.15:21-41. Intróito Declarativo: 402D
Leitura Contextual  Jo.13:1-17, 34, Sl.116
Abertura do Culto... (Leia com autoridade espiritual, com veemência profética e com convicção cristã, em nome da igreja, falando a Deus ou aos seus adoradores no culto.)... Merecedor é nosso querido Deus, Senhor do universo, de todo o nosso louvor. Somos pecadores, indignos de estar perante sua face, mas por sua misericórdia, está entre nós. Desejamos viver intensamente o culto que vamos lhe prestar. Demasiadas são as nossas razões para estarmos juntos aqui, nesta adoração em nossa igreja. Honrá -lo com nossa presença, quando a igreja está reunida para estar com ele, é nossa prioridade de vida. Fazer sua soberana vontade em tudo que somos e temos, é a nossa melhor dedicação. O nosso culto é sem barulhos desnecessários, sem gritarias emocionais, e sem práticas pagãs, pois visamos sómente adorar a Deus, e ouvi-lo através de tudo que acontece na adoração. A temática deste culto é “A Cruz e o Sangue de Jesus” quando nos conscientizaremos, como homens, como salvos, como servos, de muitos dos apelos que esta morte sacrificial tem tido para com cada um de nós..... NOSSA ORAÇÃO... Merecedor és, nosso querido Deus, Senhor do universo, de todo o nosso louvor. Sejas admirado em nosso culto. Para sempre. Amém. (cântico diferente das estrofes do hino 83A durante momentos apropriados do culto) hino coral 197A
.
.
.
Cantor Cristão (hinos A): 82 a 94, 35, 37, 38, 41, 80, 123, 142, 190, 195, 196, 197, 205, 281, 282, 289, 311, 371, 396. Hinário para o Culto Cristão (hinos B): 17, 89, 117, 124, 127, 132, 189, 192, 228, 286, 243, 301, 351, 499, 515, 516, 528, 542. Outros Hinos (hinos C): 109 a 113
Leituras Coletivizadas (E): 128, 130, 285. Declaração Congregacional (D): 164, 176,
Nosso culto a Deus: 347D. Responso Congregacional: Manhã, 352D; Noite, 361D. Declaração Final: 414D. Bênção Final: 371D.
Adicionantes... Calendário da Igreja; Dias Comemorativos, 396D; Oração Congregacional, 394D