(7)Adoração e Louvor a Jesus

OUTRrOS TÍTULOS:
Nossa exaltação merecida a Jesus Cristo
O nosso melhor louvor ao Senhor Jesus
Cristo é digno de toda melhor exaltação
O verdadeiro sentido da adoração a Cristo Jesus
... e outros títulos que o pregador achar por bem


Deus-Trino se fez, também, Deus-Filho, e em seu propósito amoroso para com a humanidade, se manifesta assim, como Amor, demonstração do seu amor infinito, enviando a si mesmo, Deus conosco, para estar, conviver, ajudar, ensinar, dirigir, e morrer em nosso lugar na pior das formas de morte daquela época. Jesus que é o Cristo, o ungido de Deus, o enviado do Deus-Trino, e da Justiça, o Deus-Pai, é a demonstração, a prova deste atributo divino, o amor mais verdadeiro que se possa conceber. Por isto, Ele é digno de toda exaltação, até mesmo dos que rejeitam tal demonstração.
Quanto mais consagrado for o salvo, melhor o Senhor opera sua Graça, fazendo-o agradável aos seus propósitos. (2Co.3:5, Sl.37:5, Tt.2:11-14, Hb.13:20-21) (leia 399D)
.

.
.
.
Mt.2:11, 14:33, 28:9, Lc.24:52, Hb.1:6, Ap.5:8
Sua divindade... Testemunho da Bíblia: Lc.22:69, 70, Jo.10:30, 37-38, 12:45, 14:7-10, 16:15. Testemunho dos apóstolos: Mt.16:16, Jo.1:1-2, rm.1:4, 9:5, Cl.1:15, 2:9, 1Tm.3:16, 6:15, Hb.1:3, Ap.19:16. Testemunho do próprio Deus: Mt.3:17, 17:5, Jo.5:32, 37, 8:18, 1Jo.5:9. Outros testemunhos: João Batista, Jo.1:34; Obras de Cristo, Jo.5:36; O Pai, Jo.5:37; O Antigo Testamento, Jo.5:39; Jesus Cristo mesmo, Jo.8:14; O Espírito Santo, Jo.15:26; Os salvos, Jo.15:27. Testemunho dos Espíritos malignos: Mt.8:29, Mc.1:24, 3:11, Lc.4:41, At.19:15.
Sua preexistência... Mq.5:2, Jo.8:58, 17:5, 24, Cl.1:17, Hb.7:3, Ap.22:13 Um com o Pai... Jo.10:30, 38, 14:10, 17:11, 22
.
.
.
REFLEXÕES SOBRE O TEMA:
.
.
.
Questões... (1)Por que quando mencionamos na trindade, Deus-Filho como o primeiro (2Co.13:13), não estamos afirmando que um é mais importante que outro? (2)Por que a nossa adoração a Jesus é também, da mesma forma e intensidade, para toda a Trindade? (3)Como podemos entender a afirmativa que Jesus era totalmente homem e totalmente Deus, quando estava aqui no mundo conosco?
.
.
.
Introdução do Tema... Vários irmãos se levantam e cada um menciona um motivo que temos para deixar tudo e estar no culto adorando a Deus-Filho
Leitura Reflexiva Ap.5:1-14. Intróito Declarativo: 408D
Leitura Contextual Mt.2:1-12
Abertura do Culto... (Leia com autoridade espiritual, com veemência profética e com convicção cristã, em nome da igreja, falando a Deus ou aos seus adoradores no culto.)... Merecedor é o nosso Senhor Deus, de toda honra que possamos oferecer. Somos pecadores, indignos de estar perante ele, mas por sua misericórdia, está entre nós. Queremos lhe oferecer o nosso melhor culto. O nosso culto é ordeiro, com muita descência e ordem, atento a tudo que o Senhor tenha a nos falar em cada momento da adoração. O tema neste culto é “Adoração e Louvor a Jesus Cristo” quando vamos meditar na divindade do nosso Salvador e no quanto ele é digno de nossa exaltação pelo muito que ele fez por nossa salvação..... NOSSA ORAÇÃO... Merecedor és, nosso Senhor Deus, de toda honra que possamos oferecer. Sejas homenageado em nosso culto. Para sempre. Amém. (cântico diferente das estrofes do hino 67A durante momentos apropriados do culto)
.
.
.
Cantor Cristão (hinos A): 12, 60, 66, 67, 97, 120. Hinário para o Culto Cristão (hinos B): 56 a 84, 175, 197, 228, 240. Outros Hinos (hinos C): 42 a 51, 116, 506, 507
Leitura Bíblica HCC. (B): 57, 58, 61, 65, 70, 74, 78, 81, 83. Leituras Coletivizadas(E): 84, 106, 182. Declaração Congregacional (D): 5, 175, 177
Nosso culto a Deus: 343D. Responso Congregacional: Manhã, 353D; Noite, 357D. Declaração Final: 412D. Bênção Final: 367D.
Adicionantes... Calendário da Igreja; Dias Comemorativos, 396D; Oração Congregacional, 394D