Livro de Cultos 5 a 9

005A     Cantor Cristão.   PRESENÇA DIVINA
1.Onipotente Rei, 
aqui presente sê, no teu poder; 
Em teu excelso amor, inspira-nos louvor; 
queremos-Te, Senhor, engrandecer.

2.Ó poderoso Deus, 
nos ouve lá dos céus, a petição. 
Vem nos abençoar, e vem fazer brotar 
o que se semear, no coração.

3.Vem Tu, Consolador, 
sê testificador, da redenção. 
No templo vem entrar, a obra completar, 
das manchas vem limpar, o coração.

4.Ó grande trino Deus, 
sim, Te adoramos nós, e só a Ti! 
Santificar-nos-ás, ao céu nos levarás, 
a glória nos darás, contigo aí.
Tema: Adoração ao Deus-Trino
Este hino está recomposto no HCC: 006
Pode ser cantado com a melodia do... CC. 5, 6, 174

005B     HCC.   A GRAÇA, O AMOR E A COMUNHÃO
1.Mas vós, amados, 
edificando-vos sobre a vossa santíssima fé, 
orando no Espírito Santo, 
conservai-vos no amor de Deus, 
esperando a misericórdia de nosso
Senhor Jesus Cristo para a vida eterna.

2.A graça do Senhor
Jesus Cristo, e o amor de Deus, 
e a comunhão do Espírito Santo 
sejam com todos vós.

3.Ao único Deus, 
nosso Salvador, 
por Jesus Cristo nosso Senhor, 
glória, majestade, domínio e poder, 
antes de todos os séculos, 
e agora, e para todo o sempre. 
Amém.
Tema: Adoração ao Deus-Trino
Leitura bíblica: Jd 20,21; 2 Co 13.13; Jd 25

005C     OH.   PAI DE AMOR
1.Pai de Amor, gosto tanto de Ti; 
Pai de Amor, gosto tanto de Ti
Te amo, Te quero, e prostrado Te adoro, 
Pai de Amor gosto tanto de Ti.

2.Meu Jesus, amoroso Tu és; 
Meu Jesus, amoroso Tu és 
Minh’alma já limpastes e o Espírito enviastes, 
Meu Jesus amoroso Tu és

3.Santo Espírito Consolador; 
Santo Espírito Consolador
Tu nos santifica e em nós sempre habitas, 
Santo Espírito Consolador
Tema: Adoração ao Deus-Trino

005D     DC.   DECLARAÇÃO DOUTRINÁRIA SOBRE DEUS-FILHO
(Leia com autoridade espiritual, com veemência profética e com convicção cristã, em nome da igreja, falando a Deus ou aos seus adoradores no culto.)
Nós, Igreja de Jesus Cristo, chamados Batistas, declaramos que... 

(TODOS) Jesus Cristo, um em essência com o Pai, é o eterno Filho de Deus.1 Nele, por ele e para ele, foram criadas todas as coisas.2...  


Na plenitude dos tempos ele se fez carne, na pessoa real e histórica de Jesus Cristo, gerada pelo Espírito Santo e nascido da Virgem Maria, sendo, em sua pessoa, verdadeiro Deus e verdadeiro homem.3 Jesus é a imagem expressa do seu pai, a revelação suprema de Deus ao homem.4 


(TODOS) Ele honrou e cumpriu plenamente a lei divina e revelou e obedeceu toda a vontade de Deus.5...  


Identificou-se perfeitamente com os homens, sofrendo o castigo e expiando a culpa de nossos pecados, conquanto ele mesmo não tivesse pecado.6 Para salvar-nos do pecado, morreu na cruz, foi sepultado e ao terceiro dia ressurgiu dentre os mortos e, depois de aparecer muitas vezes a seus discípulos, ascendeu aos céus, onde à destra do Pai, exerce o seu eterno sumo sacerdócio.7 


(TODOS) Jesus Cristo é o único Mediador entre Deus e os homens e o único e suficiente Salvador e Senhor.8...  


Pelo seu Espírito ele está presente e habita no coração de cada crente e na igreja.9 Ele voltará visivelmente a este mundo em grande poder e glória, para julgar os homens e consumar sua obra Redentora.10 


(TODOS) Nisto cremos e isto pregamos, nisto biblicamente vivemos e isto nos faz mais comprometidos com a vontade do Senhor.
(1) Sal. 2:7; 110:1; Mat. 1:18-23; 3:17; 8:29; 14:33; 16:16; 27; 17:5; Mar. 1:1; Luc. 4:41; 22:70; João. 1:1,2; 11:27; 14:7-11; 16:28 (2) João. 1:3; I Cor. 8:6; Col. 1:16,17 (3) Is. 7:14; Luc. 1:35; João. 1:14; Gál. 4:4,5 (4) João. 14:7-9; Mat. 11:27; João. 10:30,38; 12:44-50; Col. 1:15,19; 2:9; Heb. 1;3 (5) Is. 53; Mat. 5:17; Heb. 5:7-10 (6) Rom. 8:1-3; Fil. 2:1-11; Heb. 4:14,15; I Ped. 2:21-25 (7) At. 1:6-14; João. 19:30,35; Mat. 28:1-6; Luc. 24:46; João. 20:1-20; At. 2:22-24; I Cor. 15:4-8 (8) João. 14:6; At. 4:12; I Tim. 2:4,5; At. 7:55,56; Heb. 4:14-16; 10:19-23 (9) Mat. 28:20; João. 14:16,17; 15:26; 16:7; I Cor. 6:19 (10) At. 1:11; I Cor. 15:24-28; I Tess. 4:14-18; Tito. 2:13

005E     LC.   CONFIANÇA EM DEUS NA ADVERSIDADE
(Leia com autoridade espiritual, com veemência profética e com convicção cristã, em nome da igreja, falando a Deus ou aos seus adoradores no culto.)
Convidado... glorificamos a Deus pela certeza e confiança que colocou em nosso coração, pela confiança que temos nele diante da adversidade da condenação... 

Pastor ou Direção... 1 Senhor, como se têm multiplicado os nossos adversários! Muitos se levantam contra nós. 


Congregação... 2 Muitos são os que dizem de nós: Não há socorro para eles em Deus. 


Pastor ou Direção... 3 Mas tu, Senhor, és um escudo ao nosso redor, a nossa glória, e aquele que exulta a nossa cabeça. 


Todos... 4 Com a nossa voz clamamos ao Senhor, e ele do seu santo monte nos responde. 


Congregação... 5 Nos deitamos e dormimos; acordamos felizes, pois o Senhor nos sustenta. 


Batizados... Somos salvos, somos de Jesus Cristo, já o obedecemos com nosso batismo, em nossa vida cristã temos certeza e segurança que nos é dada pela presença do Espírito de Deus em nossa alma. 


Pastor ou Direção... 6 Não temos medo dos dez milhares de pessoas que se puseram contra nós ao nosso redor.  


Salvos... Nós te glorificamos, Senhor Deus, por sermos considerados por ti, como filhos, teus eleitos, teu povo, tua herança para sempre. 


Convidado... glorificamos a Deus pela certeza e confiança que colocou em nosso coração, pela confiança que temos nele diante da adversidade da condenação... 


Coro... Somos servos do Senhor e muitos têm se levantado contra nós. 


Congregação... 7 Levanta-te, Senhor! salva-nos, nosso Deus! pois tu feres no queixo todos os nossos inimigos; quebras os dentes aos ímpios. 


Pastor ou Direção... Rendemos graças a ti, Senhor Deus, pelas certezas e toda segurança que temos em ti. 


Todos... 8 A salvação vem do Senhor; sobre nós, o teu povo, seja a tua bênção. ... Amém
Salmo 3


006A     Cantor Cristão.   GLÓRIA AO SENHOR
1.A nosso Pai do céu, tributa lábio meu, 
glória e louvor! A quem seu Filho deu, 
o qual por nós morreu! 
A quem me prostro eu; Glória ao Senhor!

2.Louvemos ao Senhor, o santo Redentor, 
o Rei Jesus! Sua morte me remiu, 
a mim tão pecador,
e assim o céu me abriu; glória a Jesus!

3.Espírito de Deus, mandado por Jesus, 
louvor a Ti! De Cristo o grande amor, 
revela, Instruidor! 
Sê meu renovador; louvor a Ti!

4.Louvemos com ardor, felizes com fervor, 
o trino Deus! Eternamente ali, 
em canto abrasador, 
Trindade santa, a Ti louvor nos céus!
Tema: Adoração ao Deus-Trino
Cantado com a melodia do CC. 6, 574
Pode ser cantado com a melodia do... CC. 5, 6, 174
Melodia também cantada no hino C. 277

006B     HCC.   ONIPOTENTE REI
1.Onipotente Rei, aqui presente sê, 
com teu poder!
Em teu excelso amor, inspira-nos louvor! 
Queremos-te, Senhor, engrandecer.

2.Ó poderoso Deus, atende lá dos céus, 
a petição.
Vem nos abençoar, e vem fazer brotar, 
o que se for plantar, no coração.

3.Vem tu, Consolador, ser testificador, 
da redenção.
Vem sempre em nós ficar, vem teu poder nos dar, 
e assim nos dominar, o coração.

4.Ó grande, trino Deus, te adoraremos nós, 
aqui e além.
Santificar-nos-ás, ao céu nos levarás, 
a glória nos darás, pra sempre, amém.
Tema: Adoração ao Deus-Trino
Tonalidade... Fá Maior
Este hino é rcomposição do CC.005
Pode ser cantado com a melodia do... CC. 6, 360, 600
Hino com métrica semelhante ao HCC.  6, 18, 80, 124, 223, 235,  315, 360, 505, 600,

006C     OH.   COMO AS ÁGUAS COBREM O MAR
1.Como as águas cobrem o mar, 
Toda a Terra há de se encher
Do poder de Deus, e da glória do Senhor, 
como as águas cobrem o mar.

2.Toda a língua confessará, 
toda a honra ao nome de Deus
Vai reconhecer, o amor do Salvador, 
como as águas cobrem o mar.

3.O universo todo a louvar, 
toda a criação a gemer
O Senhor é Deus, sua Graça é seu poder, como as águas cobrem o mar.
Tema: Adoração ao Deus-Trino
Baseado em Hc.2:14, Rm.14:11

006D     DC.   DECLARAÇÃO DOUTRINÁRIA SOBRE DEUS-ESPÍRITO SANTO
(Leia com autoridade espiritual, com veemência profética e com convicção cristã, em nome da igreja, falando a Deus ou aos seus adoradores no culto.)
Nós, Igreja de Jesus Cristo, chamados Batistas, declaramos que... 

(TODOS) O Espírito Santo, um em essência com o Pai e com o Filho, é pessoa divina.1 É o Espírito da verdade.2...  


Atuou na criação do mundo e inspirou os homens a escreverem as Sagradas Escrituras.3 Ele ilumina os homens e os capacita a compreenderem a verdade divina.4 No dia de Pentecostes, em cumprimento final da profecia e das promessas quanto à descida do Espírito Santo, ele se manifestou de maneira singular e irrepetível, quando os primeiros discípulos foram batizados no Espírito, passando a fazer parte do Corpo de Cristo que é a Igreja. Suas outras manifestações, constantes no livro Atos dos Apóstolos, confirmam a evidência de universalidade do dom do Espírito Santo a todos os que crêem em Cristo.5 


(TODOS) O recebimento do Espírito Santo, sempre ocorre quando os pecadores se convertem a Jesus Cristo, que os integra, regenerados pelo Espírito, à igreja.6...  


Ele dá testemunho de Jesus Cristo e o glorifica.7 Convence o mundo do pecado, da justiça e do juizo.8 Opera a regeneração do pecador perdido.9 Sela o crente para o dia da redenção final.10 Habita no crente.11 Guia-o em toda a verdade.12 Capacita-o para obedecer à vontade de Deus.13 


(TODOS) Distribui dons aos filhos de Deus para a edificação do Corpo de Cristo e para o ministério da Igreja no mundo.14...  


Sua plenitude e seu fruto na vida do crente constituem condições para uma vida cristã vitoriosa e testemunhante.15 


(TODOS) Nisto cremos e isto pregamos, nisto biblicamente vivemos e isto nos faz mais comprometidos com a vontade do Senhor.
(1)Gên. 1:2; Jó. 23:13; Sal. 51:11; 139:7-12; Is. 61:1-3; Luc.4:19,18 ; João. 4:24; 14:16,17; 15:26; Heb. 9:14; I João. 5:6,7; Mat. 28:19 (2) João. 16:13; 14:17; 15:26 (3) Gên. 1:2; II Tim. 3:16; II Ped. 1:21 (4) Luc. 12:12; João. 14:16,17,26; I Cor. 2:10-14; Heb. 9:8  (5) Joel. 2:28-32; At. 1:5; 2:1-4; Luc. 24:29; At. 2:41; 8:14-17; 10:44-47; 19:5-7; I Cor. 12:12-15  (6) At. 2:38,39; I Cor. 12:12-15 (7) João. 14:16,17; 16:13,14  (8) João. 16:8-11 (9) João. 3:5; Rom. 8:9-11 (10) Ef. 4:30 (11) Rom. 8:9-11 (12) João. 16:13 (13) Gálatas 5: 22-25, Ef. 5:16-25  (14) I Cor. 12:7,11; Ef. 4:11-13  (15) Ef. 5:18-21; Gál. 5:22:23; At. 1:8

006E     LC.   CONFIANÇA EM DEUS NA ADVERSIDADE
(Leia com autoridade espiritual, com veemência profética e com convicção cristã, em nome da igreja, falando a Deus ou aos seus adoradores no culto.)
Convidado... Exaltamos a Deus por ser nosso companheiro durante as lutas e as vitórias que temos em nossa existência; exaltamos pela confiança que temos na sua presença conosco... 

Pastor ou Direção... 1 Senhor, como se têm multiplicado os nossos adversários! Muitos se levantam contra nós. 


Congregação... 2 Muitos são os que dizem de nós: Não há socorro para eles em Deus. 


Pastor ou Direção... 3 Mas tu, Senhor, és um escudo ao nosso redor, a nossa glória, e aquele que exulta a nossa cabeça. 


Todos... 4 Com a nossa voz clamamos ao Senhor, e ele do seu santo monte nos responde. 


Congregação... 5 Nos deitamos e dormimos; acordamos felizes, pois o Senhor nos sustenta. 


Batizados... Somos salvos, somos de Jesus Cristo, já o obedecemos com nosso batismo, em nossa vida cristã temos tido muitas lutas, muitas vitórias na presença do nosso Senhor. 


Pastor ou Direção... 6 Não temos medo dos dez milhares de pessoas que se puseram contra nós ao nosso redor.  


Salvos... Nós te glorificamos, Senhor, pela salvação que nos deste em teu Filho Jesus Cristo. Por isto, juntos, de cultuamos. 


Convidado... Exaltamos a Deus por ser nosso companheiro durante as lutas e as vitórias que temos em nossa existência; exaltamos pela confiança que temos na sua presença conosco... 


Coro... Somos servos do Senhor e muitos têm se levantado contra nós. 


Congregação... 7 Levanta-te, Senhor! salva-nos, nosso Deus! pois tu feres no queixo todos os nossos inimigos; quebras os dentes aos ímpios. 


Pastor ou Direção... Rendemos graças a ti, Senhor Deus, por todas as lutas que temos na vida, por todas as vitórias que tu nos dá nesta vida. 


Todos... 8 A salvação vem do Senhor; sobre nós, o teu povo, seja a tua bênção. ... Amém
Salmo 3

007A     Cantor Cristão.   MARAVILHAS DIVINAS
1.Ao Deus de amor e de imensa bondade, 
com voz de júbilo vinde e aclamai;
com coração transbordante de graças, 
seu grande amor, todos vinde e louvai.

CORO. No céu, na terra, que maravilhas, 
vai operando o poder do Senhor!
Mas seu amor aos homens perdidos, 
das maravilhas é sempre a maior!

2.Já nossos pais nos contaram a glória, 
de Deus, falando com muito prazer,
que nas tristezas, nos grandes perigos, 
Ele os salvou por seu grande poder.

3.Hoje, também nós bem alto cantamos, 
que as orações ele nos atendeu;
seu braço forte, que é tão compassivo, 
em nosso auxílio, ele sempre estendeu.

4.Como até hoje e daqui para sempre, 
Ele será nosso eterno poder,
nosso castelo bem forte e seguro, 
e nossa fonte de excelso prazer.
Tema: Adoração ao Deus-Trino
Este hino está recomposto no HCC: 032
Pode ser cantado com a melodia do... CC. 7, 343, 437, 443, 464, 494
Melodia também cantada no hino C. 449
Letra de Salomão Luis Ginsburg (1867-1927)
Salomão Luis Ginsburg, de origem judaica, filho de um rabino, nasceu próximo a Suwalki, Polônia, em 6 de agosto de 1867. Dos 6 aos 14 anos, viveu em Koenigsberg, Alemanha, na casa de um tio materno, onde recebeu educação aprimorada. Quando voltou para casa, não concordou com a orientação paterna, pois este queria que ele se tornasse rabino e se casasse com uma jovem de 12 anos. Resolveu fugir. Foi para Londres e lá se converteu a Cristo. Começou a sofrer perseguições. Expulso da casa de outro tio com quem morava, foi deserdado e considerado morto pela família. Depois de vagar pelas ruas de Londres, Ginsburg foi convidado para o "Abrigo dos Judeus Convertidos", permanecendo ali por três anos. Manifestando o desejo de pregar, estudou mais três anos na Escola de Treinamento Missionário Regions Beyond, em Londres. Teve grande alegria em compartilhar a sua fé, mesmo em face de perseguição. Numa ocasião foi terrivelmente espancado e deixado como morto num barril de lixo. Sentindo-se chamado para obra missionária, Ginsburg foi convidado por Sarah Kalley para vir ao Brasil. No caminho, passou seis meses em Portugal para estudar a língua; passagem encurtada pela sua publicação de panfletos apologéticos que causaram furor em altos círculos eclesiásticos do país. Como Paulo em Damasco, seus irmãos tiveram de mandá-lo fora do lugar antes que algo drástico acontecesse com ele. Chegando ao Rio de Janeiro em 1890, Salomão Ginsburg filiou-se à Igreja Evangélica Fluminense. Dirigia uma congregação da igreja e se sustentava vendendo Bíblias. Em novembro de 1891, depois de estudar a fundo o que a Bíblia dizia sobre o Batismo, foi batizado por imersão na Primeira Igreja Batista da Bahia, por Dr. Z. C. Taylor. Logo depois foi ordenado como pastor . Em 1892, foi comissionado missionário da Junta de Richmond. Ginsburg pastoreou a Primeira Igreja Batista do Recife, PE, Bahia [e também em] Campos e Niterói, RJ, além de trabalhar em Mato Grosso e Goiás, sempre evangelizando, sempre implantado igrejas. Por amor a Cristo, sofreu perseguições e prisões, mas nunca desfaleceu.
Ginsburg casou-se com Carrie Bishop, que fora instrumento na sua chamada missionária, mas, após 4 meses de casados, ela faleceu na Bahia, vitima de febre amarela. Em segundas núpcias, casou-se com Emma Morton, missionária da Junta de Richmond. Tiveram sete filhos. Salomão Ginsburg fundou o Seminário Teológico Batista do Norte, foi secretário-cerrespondente-tesoureiro da Junta de Missões Nacionais e interessou-se pela evangelização dos índios. Colaborou com vários jornais evangélicos e escreveu em periódicos seculares. Foi também colportor, vendendo Bíblias em várias cidades do Brasil. Nos trabalhos de evangelização ao ar livre, Ginsburg usava um harmônio e seu grande talento musical. Escreveu muitos hinos belos e espirituais. O primeiro hino que traduziu foi Chuvas de Bênçãos, enquanto esperava para desembarcar pela primeira vez no Brasil. Depois de mudar-se para Recife, PE, publicou, em 1891, um hinário com 16 hinos, que chamou de O Cantor Cristão. Nos anos seguintes, continuou a adicionar hinos seus e de outros hinistas, até que, na 11ª edição constavam 106 hinos de sua autoria. O Pastor Manuel Avelino de Souza o chamou de "O Davi dos batistas brasileiros" cujos hinos são "verdadeiras mensagens e belas experiências cristãs, e (...) estão profundamente arraigados na alma dos crentes".

007B     HCC.   SÓ TU ÉS DEUS
(Leia com autoridade espiritual, com veemência profética e com convicção cristã, em nome da igreja, falando a Deus ou aos seus adoradores no culto.)
Tu, só tu, és o Deus de todos os reinos da terra; tu fizeste o céu e a terra. O teu reino é um reino eterno; o teu domínio dura por todas as gerações.
Tema: Adoração ao Deus-Trino
Leitura bíblica: Is. 37.16; Sl 145.13.

007C     OH.   EXALTAR-TE-EI Ó MEU DEUS E REI
1.Exaltar-Te-ei, ó meu Deus e Rei, 
E bendirei o Teu Nome. 
Exaltar-Te-ei, ó meu Deus e Rei, 
E bendirei o Teu Nome  
Todos os dias, Te bendirei, 
e exaltarei o Teu Nome, 
Para sempre Te bendirei, 
e exaltarei o Teu Nome,
Grande é o Senhor, 
digno de ser louvado, 
Sua grandeza é insondável, 
cada dia Te bendirei.

2.Levantai, ó portas vossas cabeças, 
levantai-vos, ó portais eternos. 
Para que entre o Rei, o Rei da Glória.
Quem é o Rei, quem é o Rei da Glória? 
O Senhor forte, poderoso Senhor, 
poderoso nas batalhas.
Levantai, ó portas vossas cabeças; 
levantai-vos, ó portais eternos; 
Para que entre o Rei, o Rei da Glória.
Quem é o Rei, quem é o Rei da Glória? 
O Senhor forte, dos Exércitos, 
ele é o Rei, ele é o Rei da Glória.

007D     DC.   DECLARAÇÃO DOUTRINÁRIA SOBRE O HOMEM
(Leia com autoridade espiritual, com veemência profética e com convicção cristã, em nome da igreja, falando a Deus ou aos seus adoradores no culto.)
Nós, Igreja de Jesus Cristo, chamados Batistas, declaramos que... 

(TODOS) Por um ato especial, o homem foi criado por Deus à sua imagem e conforme à sua semelhança e disso decorrem o seu valor e dignidade.1...  


Seu corpo foi feito do pó da terra e para o mesmo pó há de voltar.2 Seu espírito procede de Deus e para ele retornará.3 O Criador ordenou que o homem domine, desenvolva e guarde a obra criada.4 Criado para a glorificação de Deus.5 


(TODOS) Seu propósito é amar, conhecer e estar em comunhão com seu Criador, bem como cumprir sua divina vontade.6...  


Ser pessoal e espiritual, o homem tem capacidade de perceber, conhecer e compreender, ainda que em parte, intelectual e experimentalmente, a verdade revelada, e tomar suas decisões em matéria religiosa, sem mediação, interferência ou imposição de qualquer poder humano, seja civil ou religioso.7 


(TODOS) Nisto cremos e isto pregamos, nisto biblicamente vivemos e isto nos faz mais comprometidos com a vontade do Senhor.
(1) Gên. 1:26-31; 18:22; 9:6; Sal. 8:1-9; Mat. 16:26  (2) Gên. 2:7; 3:19; Ecl. 3:20; 12:7  (3) Ecl. 12:7; Dan. 12:2,3  (4) Gên. 1:21; 2:1; Sal. 8:3-8  (5) At. 17:26-29; I João. 1:3,6,9  (6) Jer. 9:23,24; Miq. 6:8; Mat. 6:33; João. 14:23; Rom. 8:38,39  (7) João. 1:4-13; 17:3; Ecl. 5:14,17; I Tim. 2:5; Jó. 19:25,26; Jer. 31:3; At. 5:29; Ez. 18:20; Dan. 12:2; Mat. 25:32,46; João. 5:29; I Cor. 15; I Tess. 4:16,17; Apoc. 20:11-30

007E     LC.   CONFIANÇA EM DEUS NA ANGÚSTIA
(Leia com autoridade espiritual, com veemência profética e com convicção cristã, em nome da igreja, falando a Deus ou aos seus adoradores no culto.)
Convidado... Exaltamos a Deus pelo seu amparo e proteção para conosco, em nossa vida cristã, por nossa confiança nele diante das angústias... 

Pastor ou Direção... 1 Responde-nos quando clamarmos, ó Deus da nossa justiça! Na angústia nos deste largueza; tem misericórdia de nós e ouve a nossa oração. 


Todos... 2 Filhos dos homens, até quando convertereis a nossa glória em infâmia? Até quando amareis a vaidade e buscareis a mentira? 


Congregação... 3 Sabei que o Senhor nos separou para si, nós que somos feitos piedosos; o Senhor nos ouve quando clamamos a ele. 


Pastor ou Direção... 4 Não deixemos a ira se tornar pecado; meditemos em nosso coração no nosso leito, e calemo-nos. 


Congregação... 5 Ofereçamos sacrifícios de justiça, e confiemos no Senhor. 


Batizados... Somos salvos, somos de Jesus Cristo, já o obedecemos com nosso batismo, em nossa vida cristã temos vivido neste mundo com a fé que o Senhor nos tem dado, com toda esperança na vida. 


Pastor ou Direção... 6 Muitos dizem: Quem nos mostrará o bem? Levanta, Senhor, sobre nós a luz do teu rosto.  


Salvos... Nós te agradecemos, Senhor Deus, por estarmos incluídos entre os teus salvos, pela misericórdia do teu Filho Jesus Cristo. 


Congregação... 7 Puseste no nossos coração mais alegria do que a deles no tempo em que se lhes multiplicam o trigo e o vinho. 


Convidado... Exaltamos a Deus pelo seu amparo e proteção para conosco, em nossa vida cristã, por nossa confiança nele diante das angústias... 


Coro... O Senhor nos responde quando clamamos, nos dando largueza na angústia e misericórdia para ouvir as nossas orações. 


Pastor ou Direção... Rendemos graças a ti, Senhor Deus, pelo teu amparo eterno, pela tua proteção para conosco. 


Todos... 8 Em paz nos deitaremos e dormirei, porque só tu, Senhor, nos faz habitar em segurança. ... Amém
Salmo 4

008A     Cantor Cristão.   ADORAÇÃO
1.A Deus, Supremo Benfeitor, 
vós anjos e homens dai louvor; 
a Deus o Filho, a Deus o Pai, 
a Deus Espírito, glória dai.

2.Ao Trino Deus, Senhor dos céus, 
todo o universo vem cantar; 
O eterno amor com os filhos Teus, 
somos Teus servos, a Ti adorar.
Tema: Adoração ao Deus-Trino
Este hino está recomposto no HCC: 238
Hino com métrica semelhante ao CC.8, 61, 123, 219, 
Melodia também cantada no hino C. 232
Letra de Thomas Ken (1637-1711),
Estas quatro linhas de Thomas Ken talvez sejam mais conhecidas do que quaisquer outras de qualquer hino. É verdadeiramente a doxologia dos evangélicos. Seu texto fez parte do Manual of Prayers for the Use of the Scholars of Winchester College, escola pela qual Ken foi responsável por algum tempo. Para o bem espiritual de cada menino de sua escola, Ken colocou três hinos (matutino, vespertino e noturno) na cabeceira da cama de cada um deles, com a advertência. "È bom em toda hora louvar ao Senhor". Cada um dos três hinos terminou com esta doxologia. Embora escritos antes, Ken os publicou no manual em 1965. Revisou-os em 1709, colocando-os na forma usada hoje. Doxologias, ou expressões de louvor a Deus, existem desde os Aleluias, que querem dizer "Louvai a Jeovah (Senhor)", do Antigo Testamento. No Novo Testamento, doxologias são achadas em trechos como Romanos 16:27, Efésios 3:21, Judas 25 e Apocalipse 5:13. Na prática da igreja Primitiva, usou-se o Glória in Excelsis (Glória a Deus nas Alturas) do trecho Lucas 2:14. Com o surgimento da heresia ariana que negava a divindade de Cristo, as congregações adicionaram a prática de louvor especificamente ao trino Deus: Deus Pai, Deus filho, e Deus Espírito Santo, numa doxologia chamada Glória Patri, Não é de se surpreender que esta doxologia de Ken se tornasse um hino em si, uma doxologia moderna.
Thomas Ken (1637-1711),um homem de princípios firmes, que causaram sua prisão e poderiam ter-lhe custado a vida, Nasceu em Berkhampstead, no condado de Hertford, na Inglaterra. Ficando órfão na infância, foi criado por sua meia-irmã Ann e seu marido, o famoso autor Isaac Walton. Educado na Faculdade Winchester, Hart Hall e na Universidade Oxford, foi ordenado em 1662. Pastoreou diversas igrejas até 1666, quando voltou a Winchester, servindo de diversas maneiras através dos anos. Possuía uma bela voz e acompanhava seus hinos com a viola ou a espineta (pequeno piano).
Nos anos seguintes Ken capelão da Princesa Maria, em Haia, e mais tarde na corte de James II, que o considerou o mais eloqüente dentre os pregadores protestantes. O rei Charles II disse dele: "Vou a Ken para ouvir deles as minhas falhas". De fato, em nenhuma circunstância Ken comprometeu os seus princípios, mesmo que isto lhe custasse sua posição ou sua prisão. "A santidade do seu caráter, sua combinação de ousadia, gentileza, modéstia e amor têm sido universalmente reconhecidos." Ken aposentou-se do bispado em 1691. Suas caridades deixaram-no com insuficiente sustento, mas,dali em diante, até sua morte, foi acolhido por seu amigo, Lord Weymouth. Suas obras poéticas foram publicadas em quatro volumes em 1721.
A melodia OLD HUNDREDTH foi composta ou adaptada por Louis Bourgeois para a edição do Saltério Genebrino em 1551, e usada com o Salmo 134. William Kethe transferiu a melodia para o Salmo 100 (HUNDREDTH) para o Anglo-Genevan Psalter (um saltério Genebrino traduzido para o Inglês) em 1561, e é com este salmo que tem sido cantado por 400 anos. A palavra "old" refere-se à Versão Antiga dos Salmos de Sternhold e Hopkins de 1562, que "por mais de duzentos anos(...) manteve lugar de proeminência nos corações do povo comum da Inglaterra". Para o uso como doxologia como é cantada hoje, foi deita uma alteração do ritmo para a forma binária, e o valor do tempo de cada sílaba é igual, com uma fermata no fim de cada linha. Embora isto não embeleze a melodia, simplifica a sua execução.
O compositor Louis Bourgeois, nascido em 1510 em Paris, França, tornou-se discípulo de João Calvino e mudou-se para Genebra em 1541. Foi nomeado cantor (solista e dirigente do canto congregacional) na Igreja São Pedro e regente do coro, em 1545. Calvino lhe deu a responsabilidade de preparar melodias para os Salmos metrificados para um saltério já em preparo. Um saltério parcial foi publicado em 1542. Bourgeois usou, como ponto de partida, o Saltério de Strasburgo, de Calvino. Alterou algumas melodias, trocou outras e compôs novas também.
De 1542 a 1557, Bourgeois serviu como redator musical para as edições sucessivas do Saltério Genebrino. Não se sabe exatamente com quantas melodias originais ele contribuiu para estas edições, mas a importância e a qualidade da sua obra é demonstrada pelo fato dele ter sido responsável pela forma final de 85 das 105 melodias e 110 métricas no saltério complete de 1562.
Bourgeois foi preso em Genebra em 1551, acusado de fazer alterações não autorizadas em algumas melodias bem conhecidas. Calvino conseguiu libertá-lo em vinte quatro horas, e as suas alterações foram mais tarde sancionadas! Desta data em diante Bourgeois teve dificuldades com as autoridades de Genebra que estavam em oposição às mudanças que ele propôs e à introdução de harmonia a quatro vozes que ele preferia. Voltou para Paris em 1557, publicou uma coleção de salmos harmonizados em 1561 e ali desapareceu da história. Suas melodias, com o uso freqüente do padrão de quatro notas em linha descendente implicam numa saída dos modos eclesiásticos para as escalas maiores e menores, mudança radical e duradoura para a salmódia e, em conseqüência, para a hinodia.
A inigualável missionária pioneira Sarah Poulton Kalley traduziu este hino em 1861, seis anos depois de sua chegada ao Brasil, publicando-o na primeira edição de Psalmos e Hymnos (letra somente).

008B     HCC.   A TI, Ó DEUS, FIEL E BOM SENHOR
1.A ti, ó Deus, fiel e bom Senhor, 
eterno Pai, supremo benfeitor, 
nós, os teus servos, vimos dar louvor. 
Aleluia! Aleluia!

2.A ti, Deus Filho, Salvador Jesus, 
da graça a fonte, da verdade a luz, 
por teu amor, medido pela cruz,  
aleluia! Aleluia!

3.A ti, ó Deus, real Consolador, 
divino fogo santificador,  
que nos anima e nos acende o amor, 
aleluia! Aleluia!

4.A ti, Deus trino, poderoso Deus, 
que estás presente sempre junto aos teus, 
a ministrar as bênçãos lá dos céus, 
aleluia! Aleluia!
Tema: Adoração ao Deus-Trino
Tonalidade... Mi Bemol Maior
Este hino é rcomposição do CC.001

008C     OH.   EXCELSO DEUS
1.Ó Deus onipotente, és digno de louvor; 
a ti eternamente louvamos, ó Senhor!
A terra tu criaste, criaste os altos céus. 
As obras consumaste e tuas são meu Deus.

2.És grande em majestade, excelso em poder, 
a tua santidade é além do compreender.
Os anjos te adoram, na santa habitação, 
os homens te imploram que tenhas compaixão.

3.Oh, quantas coisas, quantas, criou o teu poder, 
por maravilhas tantas te louvam nosso ser.
Tu és o nosso escudo, o nosso Senhor-Rei. 
O mundo não ilude, nós somos tua grei.
Tema: Adoração ao Deus-Trino
Hino cantado também com a melodia do CC.421

008D     DC.   DECLARAÇÃO DOUTRINÁRIA SOBRE O PECADO
(Leia com autoridade espiritual, com veemência profética e com convicção cristã, em nome da igreja, falando a Deus ou aos seus adoradores no culto.)
Nós, Igreja de Jesus Cristo, chamados Batistas, declaramos que... 

(TODOS) No princípio o homem vivia em estado de inocência e mantinha perfeita comunhão com Deus.1...  


Mas, cedendo à tentação de Satanás, num ato livre de desobediência contra seu Criador, o homem caiu no pecado e assim perdeu a comunhão com Deus e dele ficou separado.2 Em conseqüência da queda de nossos primeiros pais, todos somos, por natureza, pecadores e inclinados à prática do mal.3 


(TODOS) Todo pecado é cometido contra Deus, sua pessoa , sua vontade e sua lei.4 Mas o mal praticado pelo homem atinge também o seu próximo.5...  


O pecado maior consiste em não crer na pessoa de Jesus Cristo, o Filho de Deus, como Salvador pessoal.6 Como resultado do pecado, da incredulidade e da desobediência do homem contra Deus, ele está sujeito à morte e à condenação eterna, além de se tornar inimigo do próximo e da própria criação de Deus.7 Separado de Deus, o homem é absolutamente incapaz de salvar-se a si mesmo e assim depende da graça de Deus para ser salvo8.


(TODOS) Nisto cremos e isto pregamos, nisto biblicamente vivemos e isto nos faz mais comprometidos com a vontade do Senhor.
(1) Gên. 2:15-17; 3:8-10; Ecl. 7:29  (2) Gên. 3; Rom. 5:12-19; Ef. 2:12; Rom. 3:23  (3) Gên. 3:12; Rom. 5:12; Sal. 51:15; Is. 53:6; Jer. 17:5; Rom. 1:18-27; 3:10-19; 7:14-25; Gál. 3:22; Ef. 2:1-3  (4) Sal. 51:4; Mat. 6:14; Rom. 8:7-22  (5) Mat. 6:14,15; 18:21-35; I Cor. 8:12; Tiago. 5:16  (6) João. 3:36; 16:9; I João. 5:10-12  (7) Rom. 5:12-19; 6:23; Ef. 2:5; Gên. 3:18; Rom. 8:22  (8) Rom.3:20; Gál.3:10,11; Ef. 2:8,9

008E     LC.   CONFIANÇA EM DEUS NA ANGÚSTIA
(Leia com autoridade espiritual, com veemência profética e com convicção cristã, em nome da igreja, falando a Deus ou aos seus adoradores no culto.)
Convidado... Glorificamos a Deus por sempre atento às nossas orações e súplicas, por ser sempre atento ao nosso clamor diante das angústias... 

Pastor ou Direção... 1 Responde-nos quando clamarmos, ó Deus da nossa justiça! Na angústia nos deste largueza; tem misericórdia de nós e ouve a nossa oração. 


Todos... 2 Filhos dos homens, até quando convertereis a nossa glória em infâmia? Até quando amareis a vaidade e buscareis a mentira? 


Congregação... 3 Sabei que o Senhor nos separou para si, nós que somos feitos piedosos; o Senhor nos ouve quando clamamos a ele. 


Pastor ou Direção... 4 Não deixemos a ira se tornar pecado; meditemos em nosso coração no nosso leito, e calemo-nos. 


Congregação... 5 Ofereçamos sacrifícios de justiça, e confiemos no Senhor. 


Batizados... Somos salvos, somos de Jesus Cristo, já o obedecemos com nosso batismo, em nossa vida cristã temos sido ouvidos e atendidos em nossas orações e súplicas ao Senhor. 


Pastor ou Direção... 6 Muitos dizem: Quem nos mostrará o bem? Levanta, Senhor, sobre nós a luz do teu rosto. 


Salvos... Nós te glorificamos, Senhor Deus, por todos os privilégios que tens nos dado, por termos nos rendido à tua vontade. 


Congregação... 7 Puseste no nossos coração mais alegria do que a deles no tempo em que se lhes multiplicam o trigo e o vinho. 


Convidado... Glorificamos a Deus por sempre atento às nossas orações e súplicas, por ser sempre atento ao nosso clamor diante das angústias... 


Coro... O Senhor nos responde quando clamamos, nos dando largueza na angústia e misericórdia para ouvir as nossas orações. 


Pastor ou Direção... Rendemos graças a ti, Senhor Deus, pela tua sempre atenção às nossas orações e às nossas súplicas. 


Todos... 8 Em paz nos deitaremos e dormirei, porque só tu, Senhor, nos faz habitar em segurança. ... Amém
Salmo 4

009A     Cantor Cristão.   SANTO
1.Santo! Santo! Santo! Deus onipotente! 
Cedo de manhã cantaremos teu louvor.
Santo! Santo! Santo! Deus Jeová triúno! 
És um só Deus, excelso Criador.

2.Santo! Santo! Santo! Todos os remidos, 
juntos com os anjos, proclamam teu louvor.
Antes de formar-se o firmamento e a terra, 
eras e sempre és e hás de ser, Senhor.

3.Santo! Santo! Santo! Nós os pecadores, 
não podemos ver tua glória sem tremor.
Tu somente és santo; não há nenhum outro, 
puro e perfeito, excelso Benfeitor.

4.Santo! Santo! Santo! Deus onipotente! 
Tuas obras louvam teu nome com fervor.
Santo! Santo! Santo! Justo e compassivo! 
És um só Deus, supremo Criador.
Tema: Adoração ao Deus-Trino
Este hino está recomposto no HCC: 002
Hino com métrica semelhante ao CC. 9, 12, 428,

009B     HCC.   LOUVAMOS-TE, Ó DEUS
1.Louvamos-te, ó Deus, pelo dom de Jesus, 
que por nós, pecadores, foi morto na cruz.

CORO. Aleluia! Toda a glória, 
te rendemos, sem fim. 
Aleluia! Tua graça, imploramos, amém!

2.Louvamos-te, ó Deus, e ao teu Filho de amor, 
que foi morto, mas vive, supremo Senhor.

3.Louvamos-te, ó Deus, pelo Espírito, luz, 
que nos tira das trevas, e a Cristo conduz.

4.Oh, vem nos encher, de celeste fervor, 
e fazer-nos fruir, teu afável amor.
Tema: Adoração ao Deus-Trino
Tonalidade... Sol Maior
Este hino é rcomposição do CC.135
Hino com métrica semelhante ao HCC.  9, 63, 99, 109, 140, 277, 324, 366, 426, 434, 472,

009C     OH.   DESDE OS CONFINS
Desde os confins da Terra, 
No mais profundo mar, 
Nas alturas dos céus, Louvado és. 
Dentro dos corações,
Em meio a um clamor, 
Nasce esta canção, E os povos cantam, 
Por toda eternidade, Tu serás adorado,
Grande Deus, Exaltado nas nações, 
Senhor da criação, Grande Deus, 
Sejas louvado.

009D     DC.   DECLARAÇÃO DOUTRINÁRIA SOBRE SALVAÇÃO
(Leia com autoridade espiritual, com veemência profética e com convicção cristã, em nome da igreja, falando a Deus ou aos seus adoradores no culto.)
Nós, Igreja de Jesus Cristo, chamados Batistas, declaramos que... 

(TODOS) A salvação é outorgada por Deus pela sua graça, mediante arrependimento do pecador e da sua fé em Jesus Cristo como único Salvador e Senhor.1...  


O preço da redenção eterna do crente foi pago de uma vez por Jesus Cristo, pelo derramamento do seu sangue na cruz.2 A salvação é individual e significa a redenção do homem na inteireza do seu ser.3 É um dom gratuito que Deus oferece a todos os homens e que compreende a regeneração, justificação, a santificação e a glorificação.4 


(TODOS) Nisto cremos e isto pregamos, nisto biblicamente vivemos e isto nos faz mais comprometidos com a vontade do Senhor.
(1)Sal. 37:39; Is. 55:5; Sof. 3:17; Tito. 2:9-11; Ef. 2:8,9; At. 15:11; 4:12 (2)Is. 53:4-6; I Ped. 1:18-25; I Cor. 6:20; Ef. 1:7; Apoc. 5:7-10 (3)Mat. 116:24; Rom. 10:13; I Tess.5:23,24; Rom. 5:10 (4)Rom. 6:23; Heb.2:1-4; João.3:14; I Cor. 1:30; At. 11:18

009E     LC.   PROTEÇÃO CONTRA OS ÍMPIOS
(Leia com autoridade espiritual, com veemência profética e com convicção cristã, em nome da igreja, falando a Deus ou aos seus adoradores no culto.)
Convidado... Exaltamos ao Senhor pelo seu sempre amparo e proteção para conosco, pela constante proteção que nos dá contra o mau... 

Pastor ou Direção... 1 Dá ouvidos às nossas palavras, ó Senhor; atende aos nossos gemidos. 


Congregação... 2 Atende à voz do nosso clamor, Rei nosso e Deus nosso, pois é a ti que oramos. 


Homens... 3 Pela manhã ouves a nossa voz, ó Senhor; pela manhã te apresentamos a nossa oração, e vigiamos. 


Todos... 4 Porque tu não és um Deus que tenha prazer na iniqüidade, nem contigo habitará o mal. 


Congregação... 5 Os arrogantes não subsistirão diante dos teus olhos, pois detestas a todos os que vivem na maldade. 


Batizados... Somos salvos, somos de Jesus Cristo, já o obedecemos com nosso batismo, em nossa vida cristã temos desfrutado de seu divino amparo e da proteção da sua graça. 


Pastor ou Direção... 6 Destruís aqueles que vivem na mentira; ao sanguinário e ao fraudulento o Senhor abomina.  


Salvos... Nós te  glorificamos, Senhor Deus, pela certeza que temos de nossa salvação, por Jesus Cristo, mesmo reconhecendo nossos pecados e a nossa indignidade. 


Convidado... Exaltamos ao Senhor pelo seu sempre amparo e proteção para conosco, pela constante proteção que nos dá contra o mau... 


Coro... O Senhor dá ouvidos às nossas palavras, ele atende aos nossos gemidos. 


Mulheres... 7 Mas nós, pela grandeza da tua benignidade, entraremos em tua casa; e em teu temor nos inclinaremos para o teu santo templo. 


Congregação... 8 Guia-nos, Senhor, na tua justiça, por causa dos inimigos; aplana diante de nós o teu caminho. 


Homens... 9 Porque não há fidelidade na boca deles; as suas entranhas são verdadeiras maldades, as suas gargantas são sepulcros abertos; lisonjeiam só com a língua. 


Todos... 10 Declara-os culpados, ó Deus; que caiam por seus próprios conselhos; lança-os fora por causa da multidão de suas transgressões, pois se revoltaram contra ti. 


Convidado... Exaltamos ao Senhor pelo seu sempre amparo e proteção para conosco, pela constante proteção que nos dá contra o mau... 


Coro... O Senhor dá ouvidos às nossas palavras, ele atende aos nossos gemidos. 


Mulheres... 11 Mas alegremo-nos pois confiamos em ti; exultemo-nos eternamente, porquanto tu nos defendes; sim, gloriemo-nos em ti pois amamos o teu nome. 


Pastor ou Direção... Rendemos graças a ti, Senhor Deus, pelo teu amparo divino para conosco, pela tua proteção paterna para com nossa vida. 


Todos... 12 Pois tu, Senhor, nos abençoas; tu nos circundas do teu favor como de um escudo. ... Amém
Salmo 5