Livro de Cultos 115 a 119

115A     Cantor Cristão.   BREVE COM JESUS
Em breve, em breve havemos, de ver o Salvador; e em casa cantaremos, Jesus, e seu amor! Jesus, e seu amor!
Tema: A Volta de Jesus ao Mundo
Hino com métrica semelhante ao CC. 37,  46, 95, 115, 337, 513, 510,

115B     HCC.   A COMPAIXÃO DE JESUS
(Leia com autoridade espiritual, com veemência profética e com convicção cristã, em nome da igreja, falando a Deus ou aos seus adoradores no culto.)
Pastor... 1.Eis que dois cegos, sentados junto do caminho, ouvindo que Jesus passava, clamaram, dizendo: Senhor, Filho de Davi, tem compaixão de nós. E a multidão os repreendeu, para que se calassem; eles, porém, clamaram ainda mais alto, dizendo: Senhor, Filho de Davi, tem compaixão de nós. Todos... 2.E Jesus, parando, chamou-os e perguntou: Que quereis que vos faça? Disseram-lhe eles: Senhor, que nos abram os olhos. E Jesus, movido de compaixão, tocou-lhes os olhos, e imediatamente recuperaram a vista, e o seguiram.
Tema: O Ministério do Deus-Filho no Mundo
Leitura bíblica: Mt 20. 30-34

115C     OH.   ALTO PREÇO
1.Eu sei que foi pago um alto preço, para que contigo eu fosse um, meu irmão. Quando Jesus
derramou a sua vida, ele pensava em ti, Ele pensava em mim pensava em nós.
Eu sei que foi pago um alto preço, para que contigo eu fosse um, meu irmão. Quando Jesus
derramou a sua vida, ele pensava em ti, Ele pensava em mim pensava em nós.

2.E nos via redimidos por seu sangue, lutando o bom combate do Senhor. Lado a lado trabalhando,
sua igreja edificando, e rompendo as barreiras pelo amor. E na força do Espírito Santo,
nós proclamamos aqui. Que temos o compromisso de sermos um só coração no Senhor.
E por mais que as trevas militem, e nos tentem separar,
Com nossos olhos em Cristo, unidos iremos andar.
Tema: A paixão e morte do Deus-Filho

115D     DC.   HISTÓRIA DOS BATISTAS NO EXTREMO SUL BAIANO
(Leia com autoridade espiritual, com veemência profética e com convicção cristã, em nome da igreja, falando a Deus ou aos seus adoradores no culto.)
Por volta de 1937, em Ponta de Areia, em Caravelas, um evangelista chamado Marcos levou Pedro Lírio à conversão e por alguns anos, este leva outros a Jesus, formando um grupo que foi batizado pelo Pr. Antônio Deraldo da Silva, da Primeira Igreja Batista de Itabuna. Em 1947 ali é organizada a Primeira Igreja Batista do Extremo Sul, a Igreja Batista Vale dos Lírios, nome em homenagem ao pioneiro.
(TODOS) Deus esteve o tempo todo na história do seu povo, esteve o tempo todo na história da Igreja de Jesus Cristo...
Em 1947 a Igreja Batista Vale dos Lírios leva o evangelho a Argolo.
Em 1948 o evangelho chega a Cachoeira do Mato.
Em 1951 o Evangelho chega a Ibirajá de Itanhém.
Em 1952, em Cachoeira do Mato, a Igreja Batista Novo Acordo é organizada.
Em 1953 é organizada a Igreja Batista Betel em Posto da Mata, e logo após a Igreja Batista em Argolo.
Em 1955 a congregação em Ibirajá está levando o evangelho a Itanhém.
Em 1956 é organizada a Igreja Batista em Ibirapuã.
Em 1957 o evangelho chega a Nova Viçosa, vindo de Nanuque, em Minas Gerais.
Em 1958 é organizada a Igreja Batista de Ibirajá.
Em 1959 o evangelho já estava em Posto da Mata. Em Jardim Novo, a Igreja Batista Novo Acordo organiza a Igreja Batista Jardinópolis.
(TODOS) Deus esteve o tempo todo na história do seu povo, esteve o tempo todo na história da Igreja de Jesus Cristo...
Em 1960 a Igreja Batista em Ibirajá organiza a Igreja Batista em  Itanhém.
Em 1963 a Igreja Batista em Ibirajá organiza a Segunda Igreja Batista em Medeiros Neto
Em 1965 é organizada a Igreja Batista em Nova Viçosa.
Em 1967 a Igreja Batista em Caravelas organiza a Igreja Batista em Teixeira de Freitas.
Em 1972 a Igreja Batista Independente em Duque de Caxias, organiza a Igreja Batista Betânia em Vila Vargas, em Teixeira de Freitas
Em 1976 o evangelho chega ao Prado, vindo de Itaipava
Em 1977 a Igreja Batista em Teixeira de Freitas inicia congregação no São Lourenço.
Em 1978 a Igreja Batista em Iguaçu no Rio de Janeiro assume congregação batista no Prado.
(TODOS) Deus esteve o tempo todo na história do seu povo, esteve o tempo todo na história da Igreja de Jesus Cristo...
Em 1980 a Igreja Batista Jardinóplis inicia congregação no Monte Castelo em Teixeira de Freitas.
Em 1981 é organizada a Igreja Batista de Lajedão
Em 1982 a Igreja Batista de Teixeira inicia congregação no que seria chamado Tancredo Neves.
Em 1983 a Igreja Batista Jardinópolis organiza a Igreja Batista Monte Castelo e a Igreja Batista em Teixeira organiza a Igreja Batista Monte Sinai no São Lourenço.
Em 1984 a Igreja Batista Monte Sinai organiza a Igreja Batista Central em Teixeira de Freitas que inicia congregação no Duque de Caxias.
Em 1985 a Igreja Batista Central inicia congregação em Vila Caraípe.
Em 1985 a Igreja Batista Central inicia congregação em Itabatã
Em 1987 a Igreja Batista em Teixeira de Freitas inicia congregação em Alcobaça.
Em 1988 Missões Estaduais organiza a Igreja Batista do Prado.
(TODOS) Deus esteve o tempo todo na história do seu povo, esteve o tempo todo na história da Igreja de Jesus Cristo...
Em 1992 a Igreja Batista em Teixeira de Freitas inicia congregação em Mucurí
Em 1993 a Igreja Batista Central organiza a Igreja Batista em Itabatã, e
Em 1994 a Igreja Batista Central inicia congregação na Urbis em Teixeira de Freitas.
Em 1995 a Igreja Batista Central organiza a Igreja Batista em Vila Caraípe, Teixeira de Freitas
Em 1996 a Igreja Batista Central começa congregação no Santa Rita em Teixeira de Freitas e a Igreja Batista em Teixeira de Freitas organiza a Igreja Batista em Mucurí.
Em 1997 a Igreja Batista Central organiza oficialmente a Igreja Batista Memorial na Urbis em Teixeira de Freitas e começa congregação no Novo América em Teixeira de Freitas. A Igreja Batista em Nanuque organiza a Igreja Batista Memorial em Nova Viçosa.
Em 1998 a Igreja Batista Betel em Posto da Mata inicia congregação visando organizar a Segunda Igreja Batista em Posto da Mata.
Em 1999 a Igreja Batista Betel em Posto da Mata organiza a Segunda Igreja Batista em Posto da Mata
(TODOS) Deus esteve o tempo todo na história do seu povo, esteve o tempo todo na história da Igreja de Jesus Cristo...
Em 2000 a Igreja Batista Central começa congregação no Redenção em Teixeira de Freitas
Em 2001 a Igreja Batista Central começa congregação no Castelinho em Teixeira de Freitas, e Igreja Batista de Teixeira organiza a Igreja Batista Aliança no Tancredo Neves.
Em 2002 a Igreja Batista Central organiza a Igreja Batista Belém, no Santa Rita, e inicia congregação no Kaikan Sul em Teixeira de Freitas.
Em 2003 a Igreja Batista Central organiza a Igreja Batista Esperança no Nova América, e inicia congregação no Teixeirinha, em Teixeira de Freitas. A Igreja Batista em Ibirajá organiza a Igreja Batista Manaim, no Ouro Verde, em Teixeira de Freitas.
Em 2004 a Igreja Batista da Esperança inicia congregação na Bela Vista em Teixeira de Freitas
Em 2006 a Igreja Batista Central organiza a Igreja Batista Getsêmani no Castelinho em Teixeira de Freitas
Em 2007 a Igreja Batista Central assume a congregação Batista Ebenézer em Alcobaça.
Em 2007 a Igreja Batista Central, com a ABESBA, começa congregação em Juerana, Caravelas Bahia.
(TODOS) Obrigado Senhor Deus, pelos primeiros batistas no Brasil, pelos irmãos missionários que vieram evangelizar nosso país, pelos primeiros convertidos batistas, por todos eles que foram muito bem usados por ti para hoje sermos o que somos. Amém.

116A     Cantor Cristão.   DESEJO DA ALMA
1.Oh! Espírito divino, grande ensinador! Oh! descobre às nossas almas, Cristo, o Salvador!

CORO. Cristo! Mestre! Ouve com favor! Em poder e graça insigne, obre o teu amor!

2.Oh! demole os alicerces, da enganosa paz, aos errados concedendo, salvação veraz!

3.Oh! reveste a tua igreja, de poder e luz! Oh! atrai os pecadores, ao Senhor Jesus!

4.Maravilhas soberanas, outros povos vêm; oh! mantém a mesma bênção, sobre nós também!
Tema: Adoração ao Deus-Espírito Santo
Cantado com a melodia do CC. 116, 273
Pode ser cantado com a melodia do... CC. 116, 273, 325
Melodia também cantada no hino C. 393
Letra: Fanny Jane Crosby (1820 1915) (sua história está no hino 15A)

116B     HCC.   UM DIA
1.Um dia encheram-se os céus de louvores, quando no mundo reinava o mal.
Cristo desceu e nasceu de uma virgem, para trazer-nos o amor divinal.

CORO.Vivo, ele amou-me; na cruz, salvou-me; e o meu pecado na tumba deixou.
E, ressurreto, justificou-me; um dia, em glória, Jesus voltará.

2.Um dia Cristo subiu ao Calvário, onde o pregaram na cruz de amargor;
em grande angústia, por nós rejeitado, para remir-nos morreu o Senhor.

3.Um dia a tumba não mais o reteve, glória a Jesus, Santo Filho de Deus!
Ressuscitou, conquistou a vitória, e, junto ao Pai, intercede nos céus.

4.Um dia, ao som da gloriosa trombeta, Cristo Jesus em poder voltará.
Entre os remidos de todos os tempos, em grande glória o Senhor reinará.
Tema: O Ministério do Deus-Filho no Mundo
Tonalidade... Ré Bemol Maior
Pode ser cantado com a melodia do... CC. 25, 32, 52, 116, 411, 480, 541, 582

116C     OH.   AO ÚNICO
1.Ao único, que é digno, de receber, A honra e a glória, a força e o poder.
Ao rei eterno imortal, invisível mas real, A Ele dedicamos o louvor.
Ao único que é digno de receber, A honra e a glória, a força e o poder.
Ao rei eterno imortal, invisível, mas real, A Ele dedicamos o louvor.

CORO.Exaltamos a ti ó rei Jesus, exaltamos a ti ó rei Jesus. Adoramos o teu nome,
nos rendemos aos teus pés. Consagramos todo nosso ser a ti.
Exaltamos a ti ó rei Jesus, exaltamos a ti ó rei Jesus. Adoramos o teu nome,
nos rendemos aos teus pés. Consagramos todo nosso ser a ti.

2.Ao único, que é digno, de adoração, unidos o exaltamos, por sua salvação.
O seu amor por nós na cruz, nos levando à sua luz. A Ele dedicamos o louvor.
Ao único, que é digno, de adoração, unidos o exaltamos, por sua salvação.
O seu amor por nós na cruz, nos levando à sua luz. A Ele dedicamos o louvor.
Tema: A humilhação e exaltação do Deus-Filho

116D     DC.   HISTÓRIA DA IGREJA BATISTA CENTRAL
(Leia com autoridade espiritual, com veemência profética e com convicção cristã, em nome da igreja, falando a Deus ou aos seus adoradores no culto.)
(LEITOR 1) Por discordar do Pastoreio existente na Primeira Igreja Batista, um grupo de 79 membros, em 1983, saiu para se reunir no Educandário Castro Alves, onde tornou-se uma congregação que, depois, filiou-se à Igreja Batista Monte Sinai. Em 1º de Dezembro de 1984, já com 110 membros, organizou-se como igreja, quando foi dado posse ao Pr. Nemir Rodrigues, como pastor da igreja. Por cinco anos, este pastor foi o grande condutor da igreja por caminhos de muitas bênçãos e vitórias. Em 1991, assume o pastorado, o Pr. James Benjamim Teixeira, e por quase um ano, continua a condução da obra que a igreja já desenvolvia na vida desta cidade. (TODOS) Deus esteve o tempo todo na história do seu povo, esteve o tempo todo na história da Igreja de Jesus Cristo... (LEITOR 2) Em 7 de março de 1992, o pastorado da igreja é assumido pelo Pr. Jônatas David. De lá para cá, a igreja chega aos seus 23 anos com uma história de muitas realizações e marcos para o evangelho nesta cidade. Atualmente é mãe de mais de 12 igrejas filhas: Primeira de Itabatã, de Vila Caraípe, Belém no Santa Rita, Memorial na Urbis, Esperança em Nova América, Getsêmani em Castelinho que já estão emancipadas; e no Duque de Caxias, Sião no Teixeirinha, Boas Novas no Kaikan, Ebenézer em Alcobaça, Juerana em Caravelas, São José em Alcobaça, Central no Bela Vista e alguns projetos novos, ainda não emancipadas. (LEITOR 3) Da mesma forma, a igreja tem se notabilizado com a pregação do evangelho na cidade, através do Encontro de Casais com Cristo, Encontro de Jovens com Cristo, Encontro de Funcionários com Cristo, Casa do Julgamento e outros meios significativos. (TODOS) Deus esteve o tempo todo na história do seu povo, esteve o tempo todo na história da Igreja de Jesus Cristo... (LEITOR 1) Ainda se notabiliza pela excelente qualidade de música que desenvolve pelo Coros que possui, pelo Quarteto Reviver, pelo Grupo Saron e pela ótima qualidade da música sacra que utiliza em seus cultos. Em vista dos modismos que até algumas igrejas batistas na cidade, aderiram, ela tem se posicionado como uma igreja tradicional que sabe muito bem conviver e usar com as modernidades coerentes com a sã doutrina. (LEITOR 2) Em sua visão social, a igreja se diferencia, depois da grande obra realizada pelo Colégio Central, oferecendo à sociedade uma faculdade com muitos cursos universitários; e também uma atuação constante em relação à sua vizinhança, e à recuperação de dependentes químicos, e outras atividades beneficentes. Em sua história, e cada dia mais, a igreja tem demonstrado um imenso interesse de ser presente na comunidade onde está inserida, buscando ser meio poderoso de pregação do evangelho e da atenção cristã. (TODOS) Deus esteve o tempo todo na história do seu povo, esteve o tempo todo na história da Igreja de Jesus Cristo... (LEITOR 3) Ela crê que Deus não aprova a maneira como tudo começou, mas a misericórdia dele tem promovido muitos milagres através de sua existência, e para isto, ele, pessoalmente, tem escolhido e trazido pessoas para se juntarem, de um jeito ou outro, no intuito de fazerem uma grande obra em Teixeira de Freitas e região. (TODOS) Amado Senhor Deus, somos-te gratos pela existência desta igreja. Te exaltamos por sua história, por suas vitórias, por suas lutas, pelo muito que tem feito em tua obra neste mundo. Te agradecemos por todos que já foram membros, por todos que são membros e por todos que hão de ser membros, todos trazidos e juntados por ti, para esta maravilhosa obra. Amém.

117A     Cantor Cristão.   ESPÍRITO SANTO
1.Ó divino Ensinador, mostra-nos o Salvador! Ó tu, bom Consolador,
enche-nos de santo amor! Enche-nos de santo amor!

2.Tu, fiel Instruidor, com celestial favor, mostra como Te adorar,
como culto a Deus prestar! Como culto a Deus prestar!

3.Santo Espírito de Deus, enche de fervor os teus, pra cantarem o louvor
de Jesus, o Salvador! De Jesus, o Salvador!

4.Vem Espírito veraz, esta escuridão desfaz, enche-nos de santa luz,
guia todos a Jesus! Guia todos a Jesus!
Tema: Adoração ao Deus-Espírito Santo
Cantado com a melodia do CC. 117, 150
Hino com métrica semelhante ao CC. 101, (117, 150), 142,  

117B     HCC.   HOMEM DE TRISTEZA E DOR
1.Homem de tristeza e dor, foi Jesus, o sofredor, por amor ao pecador!

CORO. Aleluia! Aleluia!

2.Condenado como réu, e eram meus a cruz e o fel. O seu sangue abriu-me o céu.

3.Nossa culpa, nosso mal, perdoou, dom sem igual, ele, o Filho imortal.

4.Sobre a cruz Jesus penou, "Consumado está" clamou: Deus, o Pai, o exaltou.

5.Quando o nosso Rei voltar, seus remidos a buscar, viveremos a cantar:
Tema: O Ministério do Deus-Filho no Mundo
Tonalidade... Si Bemol Maior
Hino com métrica semelhante ao HCC.  117, 168, 169, 175, 229, 335, 430, 462, 506, 534, 601,

117C     OH.   HUMILHADO E EXALTADO
1.Deixou o Céu de luz, Jesus Senhor, humilhação viveu, por seu amor.
Para salvar a nós, em homem se tornou, obedecendo a Deus, por seu amor.

2.Nascendo de mulher, veio Jesus, menino a crescer, mostrou amor.
Viveu como um de nós, sofreu como um de nós, obedecendo a Deus, mostrou amor.

3.Sofreu perseguições, era Jesus, falou a multidões, pregou amor
Sofreu decepções, sofreu as negações, obedecendo a Deus, pregou amor.

4.Levado foi à cruz, o bom Jesus, cuspido e morto foi, viveu amor.
Mas hoje vivo está, glorificado está, obedecendo a Deus, vivendo amor.
Tema: A humilhação e exaltação do Deus-Filho
Hino cantado também com a melodia do CC.283

117D     DC.   CERIMÔNIA DE CASAMENTO – Inicial
(Leitor1, um homem, Leitor2 e 3, são duas mulheres)  (Cerimonial só para membros da igreja)
(Leia com autoridade espiritual, com veemência profética e com convicção cristã, em nome da igreja, falando a Deus ou aos seus adoradores no culto.)
(os noivos entram e se posicionam diante do Pastor) (LEITOR 1) Convido a todos os presentes a abrirem o Livro de Cultos na declaração 117D. Obrigado. (LEITOR 2, depois do tempo para todos encontrarem esta declaração) A Bíblia diz em relação aos noivos... Beije-me ele com os beijos da sua boca; porque melhor é o seu amor do que o vinho. Suave é o cheiro dos teus perfumes; como perfume derramado é o teu nome; por isso todos te amam. Leva-me tu; correremos após ti. O príncipe me introduziu nas suas recâmaras; em ti nos alegraremos e nos regozijaremos; faremos menção do teu amor mais do que do vinho; com razão, muitos te amam. (LEITOR 3) Eu sou morena, mas formosa, ó filhas de Jerusalém, como as tendas de Quedar, como as cortinas do príncipe. Não repareis em eu ser morena, porque o sol crestou-me a tez. Dize-me, ó tu, a quem ama a minha alma: Onde apascentas o teu rebanho, onde o fazes deitar pelo meio-dia; pois, por que razão seria eu como a que anda errante pelos rebanhos de teus companheiros? (TODOS) Criou, pois, o Senhor Deus Todo-Poderoso o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher, macho e fêmea, os criou (1).... (PASTOR) A misericórdia do Senhor se manifesta de muitas maneiras, com muitas cores, com todas as belezas; o carinho do Senhor se revela a cada momento em nossas existências, em nossas caminhadas, em todas as formas que a vida se coloca ao nosso redor. O casamento é o grande momento do plano de Deus para a vida do ser humano, neste mundo. Deus fez um para encontrar o outro, os dois formam o grande projeto de Deus para este mundo. O grande desejo do Senhor é que o casamento aconteça, é nele que ele fala melhor aos cônjuges e aos filhos, é nele que sua vontade melhor se opera na vida dos cristãos. Deus nos quer fazendo sua vontade, ele quer por que é o melhor para nós. É na família, na convivência familiar que seu Espírito melhor atua em nossas almas. Deus quer homens e mulheres felizes, e sempre usa um para ser o instrumento dele para fazer o outro feliz, e isto acontece melhor no berço familiar. (CASADOS) Senhor Deus, muito obrigado por sermos casados; muito obrigado pelos nossos casamentos. Obrigado pelo privilégio de te servir, de fazer tua vontade, através de nossos casamentos. Obrigado por que amamos nossos cônjuges, obrigado por que sempre queremos ser teus instrumentos de bênçãos para os nossos cônjuges. (LEITOR 1) Se não o sabes, ó tu, a mais formosa entre as mulheres, vai seguindo as pisadas das ovelhas, e apascenta os teus cabritos junto às tendas dos pastores. A uma égua dos carros de Faraó eu te comparo, ó amada minha. Formosas são as tuas faces entre as tuas tranças, e formoso o teu pescoço com os colares. Nós te faremos umas tranças de ouro, marchetadas de pontinhos de prata. (LEITOR 2) Enquanto o rei se assentava à sua mesa, dava o meu nardo o seu cheiro. O meu amado é para mim como um saquitel de mirra, que repousa entre os meus seios. O meu amado é para mim como um ramalhete de hena nas vinhas de En-Gedi. (LEITOR 1) Eis que és formosa, ó amada minha, eis que és formosa; os teus olhos são como pombas. (LEITOR 2) Eis que és formoso, ó amado meu, como amável és também; o nosso leito é viçoso. As traves da nossa casa são de cedro, e os caibros de cipreste. Eu sou a rosa de Sarom, o lírio dos vales. (LEITOR 1) Qual o lírio entre os espinhos, tal é a minha amada entre as filhas. (TODOS) E da costela o Senhor Deus formou a mulher e a trouxe ao homem. Então disse o homem: Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne. Portanto deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e unir-se-á à sua mulher, e serão uma só carne.... (PASTOR) Estamos todos aqui, na presença de Deus, para realizar este casamento, este matrimônio promovido por Deus, pela misericórdia do Senhor na vida destes amados irmãos. Estamos todos aqui, no mesmo espírito, desejosos de compartilhar com eles deste momento singular em suas vidas, deste momento divino que estão a desfrutar. Estamos aqui para demonstrar ao Senhor o nosso desejo de pedir muitas felicidades na vida a dois que eles terão de agora para adiante. Queremos que o Senhor saiba da nossa vontade em ver este casal muito feliz em seus lidares, na existência a dois que terão. Estamos todos aqui para desejar a eles que os céus se derramem em alegrias, se derrame em felicidades em cada um dos dias que terão a viver; que esta festa espiritual que viverão no casamento, da mesma forma, se derrame na vida de seus filhos, na vida de muitos outros casais, de muitos outros casamentos, que muita gente seja ainda muito mais feliz, por causa da felicidade destes amados irmãos. (CASADOS) Senhor Deus, muito obrigado por teremos nos feito uma só carne, marido e mulher, esposos e esposas, e assim estar nos fazendo felizes. Muito obrigado por sempre estar derramando os céus sobre nossos casamentos. Muito obrigado por nos usar, com nossas felicidades, como instrumento de felicidade na vida de todas as pessoas que convivem ao nosso redor. Muito obrigado, Senhor por estares sempre, cada vez mais, nos conduzindo pelos caminhos que traçastes para cada uma de nossas famílias. (LEITOR 3) Qual a macieira entre as árvores do bosque, tal é o meu amado entre os filhos; com grande gozo sentei-me à sua sombra; e o seu fruto era doce ao meu paladar. Levou-me à sala do banquete, e o seu estandarte sobre mim era o amor. Sustentai-me com passas, confortai-me com maçãs, porque desfaleço de amor. A sua mão esquerda esteja debaixo da minha cabeça, e a sua mão direita me abrace. (LEITOR 2) Conjuro-vos, ó filhas de Jerusalém, pelas gazelas e cervas do campo, que não acordeis nem desperteis o amor, até que ele o queira. A voz do meu amado! eis que vem aí, saltando sobre os montes, pulando sobre os outeiros. O meu amado é semelhante ao gamo, ou ao filho do veado; eis que está detrás da nossa parede, olhando pelas janelas, lançando os olhos pelas grades. (TODOS) Quem encontra para si uma esposa acha uma coisa muito boa; e alcança um grande favor do Senhor (3).... (PASTOR) Deus está neste lugar, Deus está nesta cerimônia, Deus está em nossas orações, ele está nos nossos anseios por este casamento, ele está em tudo que comemoramos aqui, por esta festa celeste que vivemos e desfrutamos aqui. Ele está no carinho que este casal alimenta um pelo outro, ele está no desejo que cada um está tendo em querer fazer o outro feliz. O nosso Deus está aqui, neste lugar, neste momento, nesta cerimônia. O Senhor Deus vai continuar conosco, com cada um de nós, nos esposos presentes, nas esposas presentes, nos filhos presentes, nos noivos, ele vai continuar na beleza do casamento, no encanto do matrimônio, no entusiasmo do enlace destas duas almas, destes dois filhos do Senhor que estão a casar. O Senhor Deus vai continuar na caminhada destes dois amados irmãos. (CASADOS) Senhor Deus, muito obrigado por tua presença entre nós. Por tua presença em nossos corações, em nossas orações, no nosso desejo de sermos felizes, de sermos meios da felicidade dos nossos cônjuges e filhos. Obrigado por estar presente na vida e no amor dos noivos. Muito obrigado porque vais continuar presente na vida e no casamento de todos nós. (LEITOR 1) Levanta-te, amada minha, formosa minha, e vem. Pois eis que já passou o inverno; a chuva cessou, e se foi; aparecem as flores na terra; já chegou o tempo de cantarem as aves, e a voz da rola ouve-se em nossa terra. A figueira começa a dar os seus primeiros figos; as vides estão em flor e exalam o seu aroma. Levanta-te, amada minha, formosa minha, e vem. Pomba minha, que andas pelas fendas das penhas, no oculto das ladeiras, mostra-me o teu semblante faze-me ouvir a tua voz; porque a tua voz é doce, e o teu semblante formoso. (LEITOR 3) Apanhai-nos as raposas, as raposinhas, que fazem mal às vinhas; pois as nossas vinhas estão em flor. O meu amado é meu, e eu sou dele; ele apascenta o seu rebanho entre os lírios. Antes que refresque o dia, e fujam as sombras, volta, amado meu, e faze-te semelhante ao gamo ou ao filho dos veados sobre os montes de Beter. (TODOS) Glorificado seja o nosso Deus, pelo casamento, pelo encontro de dois filhos seus, com sua bênção, para viverem uma única vida como família, como apaixonados e como instrumentos de felicidade conjugal neste mundo. Que Ele abençoe este casamento, que ele abençoe os nossos casamentos. Amém.
Cantares 1 e 2, (1)Gn.1:26, (2)Gn.2:22-24, (3)Pv,18:22,

117E     LC.   BUSCANDO A DEUS
(Leia com autoridade espiritual, com veemência profética e com convicção cristã, em nome da igreja, falando a Deus ou aos seus adoradores no culto.)
Convidado... Dignificamos ao Senhor pela paz que tem nos dado em nossa vida cristã, pelo desejo que temos de buscar a sua santidade... Pastor ou Direção... 1 ó Deus, tu és o nosso Deus; ansiosamente te buscamos. A nossa alma têm sede de ti; a nossa carne te deseja muito em uma terra seca e cansada, onde não há água. Congregação... 2 Assim no santuário te contemplamos, para ver o teu poder e a tua glória. Diáconos... 3 Porquanto a tua benignidade é melhor do que a vida, os nossos lábios te louvarão. Todos... 4 Assim nós te bendiremos enquanto vivermos; em teu nome levantaremos as nossas mãos. Voluntário1... 5 A nossa alma se farta, como de tutano e de gordura; e a nossa boca te louva com alegres lábios. Batizados... Somos salvos, somos de Jesus Cristo, já o obedecemos com nosso batismo, em nossa vida cristã temos paz com Deus, nada nos impede à comunhão com Ele, temos a paz de Deus que nos leva a ser bênção neste mundo. Congregação... 6 Quando nos lembramos de ti no nosso leito, e meditamos em ti nas vigílias da noite, Pastor ou Direção... 7 pois tu tens sido o nosso auxílio; de júbilo cantamos à sombra das tuas asas. Homens... 8 A nossa alma se apega a ti; a tua destra nos sustenta. Salvos... Nós te agradecemos, Senhor Deus, por estarmos incluídos entre os teus salvos, pela misericórdia do teu Filho Jesus Cristo. Mulheres... 9 Mas aqueles que procuram a nossa vida para as destruírem, irão para as profundezas da terra. Congregação... 10 Serão entregues ao poder da espada, servirão de pasto aos chacais. Convidado... Dignificamos ao Senhor pela paz que tem nos dado em nossa vida cristã, pelo desejo que temos de buscar a sua santidade... Coro... O Senhor é nosso Deus, ansiosamente o buscamos, nossa alma tem sede dele, nossa carne o deseja como uma terra seca e cansada. Pastor ou Direção... Rendemos graças a ti, Senhor Deus, por nossa vida cristã, pela paz espiritual que tens promovido em nosso cotidiano contigo. Todos... 11 Mas nós, os ungidos, nos regozijaremos em Deus; nós, que por ele juramos, nos gloriaremos, porque será tapada a boca aos que falam a mentira. ... Amém
Salmo 63

118A     Cantor Cristão.   SANTO ESPÍRITO
Jesus ao céu subindo, se penhorou mandar, seu bom e santo Espírito, a fim de nos guiar;
e o grande, excelso Guia, em nós agora está, o mundo além revela, conduz-nos para lá.
Tema: Adoração ao Deus-Espírito Santo
Cantado com a melodia do CC. 118, 260
Hino com métrica semelhante ao CC. 73, 104, 118, 127, 360, 519, 

118B     HCC.   SÃO DE JESUS AS HISTÓRIAS
1.São de Jesus as histórias que eu quero ouvir. Elas me mostram o modo certo de agir.
Quando nos montes, à beira-mar, tudo o que fez, oh, vem me contar!

2.Simples crianças queriam dele aprender. Hoje, ao ouví-lo, desejo tudo reter.
Que grande bênção, que grande paz! Cristo, meu Mestre, me satisfaz.

3.Essas histórias me falam do seu poder, de transformar minha vida num novo ser.
Sempre com ele quero ficar; suas verdades vou proclamar.
Tema: O Ministério do Deus-Filho no Mundo
Tonalidade... Dó Maior
Hino com métrica semelhante ao HCC. 533, 118, 73,

118C     OH.   TERRA E CÉU PROCLAMAM
1.Terra e Céu, proclamam Teu louvor, Maravilhas e Poder, Honra e Majestade ao Rei dos reis,
nos inclinamos, e o adoramos, porque Ele é digno, é vencedor.
Venceu a morte e da vida Ele é Senhor.

2.Terra e Céu, proclamam teu louvor, todos anjos vêm louvar, ao que já ressuscitou á vida,
o adoramos, nos inclinamos, porque Ele é digno, é vencedor.
Venceu a morte e da vida Ele é Senhor.
Nos inclinamos... e o adoramos, porque Ele é digno, é vencedor
Veunceu a morte e da vida Ele é Senhor.
Tema: A ressurreição e ascensão do Deus-Filho

118D     DC.   CERIMÔNIA DE CASAMENTO - Consentimento
(Leitor1, um homem, Leitor2 e 3, são duas mulheres)  (Cerimonial só para membros da igreja)
(Leia com autoridade espiritual, com veemência profética e com convicção cristã, em nome da igreja, falando a Deus ou aos seus adoradores no culto.)
(PASTOR) Os noivos estão aqui, na presença de Deus, na presença de todos nós, e assim já declaram que querem casar-se, querem ser uma só carne, como nos diz a Bíblia. Eles estão aqui, vestidos de noivos, embelezados, um para o outro, afirmando para eles mesmos, para nós que estamos presentes aqui com eles, para o mundo inteiro, e principalmente para o Senhor nosso Deus, presente nesta cerimônia... eles estão afirmando que querem casar-se, querem viver um para o outro. Estão afirmando que estão abrindo a mão de suas vidas, seus planos, suas vontades, para viverem um para o outro. Um quer viver, a partir de hoje, a vida, as alegrias, as tristezas, os lamentos, os choros, as realizações, as enfermidades, os projetos, do outro, sob a bênção do nosso Deus. (LEITOR 2) De noite, em meu leito, busquei aquele a quem ama a minha alma; busquei-o, porém não o achei. Levantar-me-ei, pois, e rodearei a cidade; pelas ruas e pelas praças buscarei aquele a quem ama a minha alma. Busquei-o, porém não o achei. Encontraram-me os guardas que rondavam pela cidade; eu lhes perguntei: Vistes, porventura, aquele a quem ama a minha alma? (LEITOR 3) Apenas me tinha apartado deles, quando achei aquele a quem ama a minha alma; detive-o, e não o deixei ir embora, até que o introduzi na casa de minha mãe, na câmara daquela que me concebeu: Conjuro-vos, ó filhos de Jerusalém, pelas gazelas e cervas do campo, que não acordeis, nem desperteis o amor, até que ele o queira. (PASTOR) O consentimento é o ato humano pelo qual noivo e noiva se aceitam mutuamente dizendo aquela fórmula que todos já conhecemos na celebração. O casamento tem que ter esta fórmula. Fórmula que o noivo diz para a noiva e essa para o noivo "eu te aceito livremente como meu esposo para te amar, respeitar, na saúde, na doença, etc... Então é importante que percebamos a graça, a dimensão do consentimento. Um consentiu, participou, e disse: eu te recebo, e é para toda a minha vida! Um diz, o outro diz, os dois dizem isso. O mundo todo ouve isso dos dois em nome da sociedade. É como que algo mágico! Essas palavras que dizem produzem o matrimônio que existirá para sempre. (LEITOR 1) Que é isso que sobe do deserto, como colunas de fumaça, perfumado de mirra, de incenso, e de toda sorte de pós aromáticos do mercador? Eis que é a liteira do príncipe; estão ao redor dela sessenta valentes, dos valentes de Israel, todos armados de espadas, destros na guerra, cada um com a sua espada a cinta, por causa dos temores noturnos. (LEITOR 2) O príncipe fez para si um palanquim de madeira do Líbano. Fez-lhe as colunas de prata, o estrado de ouro, o assento de púrpura, o interior carinhosamente revestido pelas filhas de Jerusalém. Saí, ó filhas de Sião, e contemplai o rei Salomão com a coroa de que sua mãe o coroou no dia do seu desposório, no dia do júbilo do seu coração. (LEITOR 1) Como és formosa, amada minha, eis que és formosa! os teus olhos são como pombas por detrás do teu véu; o teu cabelo é como o rebanho de cabras que descem pelas colinas de Gileade. Os teus dentes são como o rebanho das ovelhas tosquiadas, que sobem do lavadouro, e das quais cada uma tem gêmeos, e nenhuma delas é desfilhada. Os teus lábios são como um fio de escarlate, e a tua boca e formosa; as tuas faces são como as metades de uma romã por detrás do teu véu. O teu pescoço é como a torre de Jerusalém, edificada para sala de armas; no qual pendem mil broquéis, todos escudos de guerreiros valentes. Antes que refresque o dia e fujam as sombras, irei ao monte da mirra e ao outeiro do incenso. (NOIVO) Meu Senhor Deus, Eu te louvo por este momento em tua presença. Eu te louvo por meu casamento. Eu te louvo por esta tua filha, por ela que tu estás me dado como esposa. Eu te exalto por teres nos trazido a este lugar, a este momento sublime em minha vida. Eu te exalto por estar aqui comigo, neste momento especial na minha existência. Meu Senhor Deus, na tua presença, eu declaro todo o meu amor por esta mulher. Eu declaro a ti, ao pastor e a todos os presentes, que eu amo esta tua filha amada. Eu declaro que assumo todos os compromissos possíveis para fazer de minha vida uma bênção na vida dela. Eu declaro que o grande anseio da minha existência, neste mundo, será o de promover a felicidade dela. Eu a quero na saúde e na dor, na alegria e no choro; eu a quero para toda a vida, enquanto eu viver neste mundo. Ela vai ser a mulher dos meus encantos, a flor especial do meu jardim, ela vai ser a cor e a beleza dos meus olhos, das minhas mãos, da minha paixão, de toda a minha atenção. Senhor, eu aceito esta mulher como minha esposa até que a morte venha nos separar. (LEITOR 1) Tu és toda formosa, amada minha, e em ti não há mancha. Vem comigo do Líbano, noiva minha, vem comigo do Líbano. Olha desde o cume de Amana, desde o cume de Senir e de Hermom, desde os covis dos leões, desde os montes dos leopardos. Enlevaste-me o coração, minha irmã, noiva minha; enlevaste-me o coração com um dos teus olhares, com um dos colares do teu pescoço. Quão doce é o teu amor, minha irmã, noiva minha! Quanto melhor é o teu amor do que o vinho! e o aroma dos teus ungüentos do que o de toda sorte de especiarias! Os teus lábios destilam o mel, noiva minha; mel e leite estão debaixo da tua língua, e o cheiro dos teus vestidos é como o cheiro do Líbano. (NOIVA) Meu Senhor Deus, Eu te louvo por este momento em tua santíssima presença. Eu te louvo por meu casamento. Eu te louvo por este teu amado filho, por ele que tu estás me dado como esposo. Eu te exalto por teres nos trazido a este lugar, a este momento sublime em minha vida. Eu te exalto por estar aqui comigo, neste momento especial na minha existência. Meu Senhor Deus, na tua presença, eu também declaro todo o meu amor por este homem. Eu declaro a ti, ao pastor e a todos os amigos e parentes presentes, que eu amo muito este teu filho amado. Eu declaro que assumo todos os compromissos possíveis para fazer de minha vida uma grande bênção na vida dele. Eu declaro que o grande anseio da minha existência, neste mundo, será o de promover a felicidade dele. Eu também, o quero na saúde e na dor, na alegria e no choro; eu o quero para toda a minha vida, enquanto eu viver neste mundo. Ele vai ser o homem dos meus encantos, a flor especial do meu jardim, ele vai ser a cor e a beleza dos meus olhos, das minhas mãos, da minha paixão, de toda a minha atenção. Senhor, eu aceito este homem como meu esposo até que a morte consiga nos separar. (LEITOR 1) Jardim fechado é minha irmã, minha noiva, sim, jardim fechado, fonte selada. Os teus renovos são um pomar de romãs, com frutos excelentes; a hena juntamente com nardo, o nardo, e o açafrão, o cálamo, e o cinamomo, com toda sorte de árvores de incenso; a mirra e o aloés, com todas as principais especiarias. És fonte de jardim, poço de águas vivas, correntes que manam do Líbano! (LEITOR 3) Levanta-te, vento norte, e vem tu, vento sul; assopra no meu jardim, espalha os seus aromas. Entre o meu amado no seu jardim, e coma os seus frutos excelentes! (PASTOR) Agora, depois destas declarações, feitas por um e pelo outro, um ao outro, podemos proceder à cerimônia das alianças. Estejamos em pé, para a entrada das alianças.
Cantares 3 e 4

118E     LC.   BUSCANDO A DEUS
(Leia com autoridade espiritual, com veemência profética e com convicção cristã, em nome da igreja, falando a Deus ou aos seus adoradores no culto.)
Convidado... Honramos ao Senhor pela obediência e a submissão que seu Espírito tem promovido em nosso coração de servo salvo... Pastor ou Direção... 1 ó Deus, tu és o nosso Deus; ansiosamente te buscamos. A nossa alma têm sede de ti; a nossa carne te deseja muito em uma terra seca e cansada, onde não há água. Congregação... 2 Assim no santuário te contemplamos, para ver o teu poder e a tua glória. Diáconos... 3 Porquanto a tua benignidade é melhor do que a vida, os nossos lábios te louvarão. Todos... 4 Assim nós te bendiremos enquanto vivermos; em teu nome levantaremos as nossas mãos. Voluntário1... 5 A nossa alma se farta, como de tutano e de gordura; e a nossa boca te louva com alegres lábios. Batizados... Somos salvos, somos de Jesus Cristo, já o obedecemos com nosso batismo, em nossa vida cristã temos grande desejo de estar sempre em comunhão com o Senhor, o nosso Deus eterno. Congregação... 6 Quando nos lembramos de ti no nosso leito, e meditamos em ti nas vigílias da noite, Pastor ou Direção... 7 pois tu tens sido o nosso auxílio; de júbilo cantamos à sombra das tuas asas. Homens... 8 A nossa alma se apega a ti; a tua destra nos sustenta. Salvos... Nós te glorificamos, Senhor Deus, por todos os privilégios que tens nos dado, por termos nos rendido à tua vontade. Mulheres... 9 Mas aqueles que procuram a nossa vida para as destruírem, irão para as profundezas da terra. Congregação... 10 Serão entregues ao poder da espada, servirão de pasto aos chacais. Convidado... Honramos ao Senhor pela obediência e a submissão que seu Espírito tem promovido em nosso coração de servo salvo... Coro... O Senhor é nosso Deus, ansiosamente o buscamos, nossa alma tem sede dele, nossa carne o deseja como uma terra seca e cansada. Pastor ou Direção... Rendemos graças a ti, Senhor Deus, por nossa vida cristã, pelo desejo ardente que temos de manter comunhão contigo. Todos... 11 Mas nós, os ungidos, nos regozijaremos em Deus; nós, que por ele juramos, nos gloriaremos, porque será tapada a boca aos que falam a mentira. ... Amém
Salmo 063

119A     Cantor Cristão.   FIDELIDADE
1.Por meus delitos expirou, Jesus, a Vida e Luz. Ele o castigo meu levou, na ensagüentada cruz.

CORO. Oh! faz-me forte em confessar, a ti, Jesus, Senhor! Oh! faz-me pronto a confiar, em teu excelso amor!

2.E eu hei de ter tão fraca voz, que trema a confessar, a quem, com morte tão atroz, minha alma quis salvar?

3.Pois eu desejo aqui cantar, tão grande Salvador; e, quando for no céu morar, louvá-lo-ei melhor.
Tema: Louvor e Gratidão no Culto a Deus
Este hino está recomposto no HCC: 190
Pode ser cantado com a melodia do... CC. 42, 64, 82, 119, 121, 313, 394, 502, 520, 535,
Letra de Isaac Watts (1674-1748), e música de Ralph E. Hudson (1843-1901)
Isaac Watts escreveu este hino intitulado Godly Sorrow Arising from the Sufferings of Christ (Tristeza Santa Surgindo dos Sofrimentos de Cristo). As seis estrofes originais descrevem bem este sofrimento e a resposta do pecador ao descobrir em Cristo a fonte da sua redenção. O hino faz parte da segunda divisão do seu hinário Hymns and Spiritual Songs (Hinos e Cânticos Espirituais), publicado em 1707. A inigualável poetisa cega, Fanny Crosby, conta na sua autobiografia da hora da sua conversão ao som do hino de Watts. Em novembro de 1850, durante um culto que ela estava assistindo, "depois duma oração, começaram a cantar o grande hino antigo de consagração, 'Por Meus Pecados Padeceu', e quando chegaram a terceira linha da quinta estrofe, ’Eis-me aqui, Senhor, eu me entrego a Ti’, minha alma se inundou de luz celestial." Infelizmente, esta estofe não aparece nos hinários em português. Acredita-se que mais conversões têm sido atribuídas a este do que a qualquer outro hino inglês, a não ser que "Tal Qual Estou" de Charlotte Elliott o tenha superado em anos recentes. O evangelista e músico Ralph E. Hudson compôs a melodia que ganhou o seu nome. HUDSON apareceu pela primeira vez no seu Hymns Songs of Peace, Love and Joy (Cânticos de Paz, Amor e Alegria) em 1885. Hudson adicionou um refrão (letra e música) ao hino que calcula-se ter nascido nos Camp Meetings. O hino, sem o refrão de Hudson apareceu em outras coletâneas da época. Por seu caráter bem diferente da estofe, o refrão não foi incluído .
Ralph E. Hudson (1843-1901), nascido na cidade de Napoleon, Estado de Ohio, EUA, mudou-se durante a infância para Pensilvânia. Durante a Guerra Civil, Hudson serviu como enfermeiro no Estado de Maryland. Casou-se com Mary Smith em 1863 e , voltando a Ohio em 1864, começou o seu ensino de música na faculdade Mount Vernon na cidade de Alliance. Pregador licenciado pela igreja Metodista Episcopal, Hudson foi muito ativo na obra evangelística. Cantor e hinista, também estabeleceu sua própria publicadora. Publicou quatro coletâneas de gospel hymns, as quais depois uniu num só volume intitulado Quartette. Hudson freqüentemente compôs melodias do estilo gospel hymns para letras de hinos tradicionais bem conhecidos para uso no seu trabalho evangelísticos.

119B     HCC.   O JUGO DE JESUS É SUAVE
(Leia com autoridade espiritual, com veemência profética e com convicção cristã, em nome da igreja, falando a Deus ou aos seus adoradores no culto.)
Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve.
Tema: O Ministério do Deus-Filho no Mundo
Leitura bíblica em uníssono: Mt 11. 28-30.

119C     OH.   PROVA DE SALVAÇÃO
1.Nosso Cristo, foi morto lá numa cruz; sua vida, foi dada em nosso lugar
Sepultado, logo voltou a viver; hoje e sempre, é nosso alvo de amar.

CORO.Ressurgiu, não ficou, foi para o céu, conosco está, O que fez, nos salvou, ele nos levará, para o seu lar.

2.Nada pôde, prendê-lo naquela morte; ressurgiu com toda a glória e poder
Confirmando, a sua divina pessoa; que morreu pra, termos no céu o viver.

3.Sua vida, e sua morte também; seu poder e, a sua ressurreição
Tudo é prova, que haveremos no além; ressurgidos, viver nossa salvação.
Tema: A ressurreição e ascensão do Deus-Filho
Hino cantado também com a melodia do CC.335

119D     DC.   CERIMÔNIA DE CASAMENTO - Alianças
(Leitor1, um homem, Leitor2 e 3, são duas mulheres)  (Cerimonial só para membros da igreja)
(Leia com autoridade espiritual, com veemência profética e com convicção cristã, em nome da igreja, falando a Deus ou aos seus adoradores no culto.)
(Quando as alianças estiverem na mão do Pastor) (LEITOR 1) Venho ao meu jardim, minha irmã, noiva minha, para colher a minha mirra com o meu bálsamo, para comer o meu favo com o meu mel, e beber o meu vinho com o meu leite. Comei, amigos, bebei abundantemente, ó amados. (LEITOR 2) Eu dormia, mas o meu coração velava. Eis a voz do meu amado! Está batendo: (LEITOR 1) Abre-me, minha irmã, amada minha, pomba minha, minha imaculada; porque a minha cabeça está cheia de orvalho, os meus cabelos das gotas da noite. Já despi a minha túnica; como a tornarei a vestir? já lavei os meus pés; como os tornarei a sujar? (LEITOR 3) O meu amado meteu a sua mão pela fresta da porta, e o meu coração estremeceu por amor dele. Eu me levantei para abrir ao meu amado; e as minhas mãos destilavam mirra, e os meus dedos gotejavam mirra sobre as aldravas da fechadura. Eu abri ao meu amado, mas ele já se tinha retirado e ido embora. A minha alma tinha desfalecido quando ele falara. Busquei-o, mas não o pude encontrar; chamei-o, porém ele não me respondeu. (LEITOR 2) Encontraram-me os guardas que rondavam pela cidade; espancaram-me, feriram-me; tiraram-me o manto os guardas dos muros. Conjuro-vos, ó filhas de Jerusalém, se encontrardes o meu amado, que lhe digais que estou enferma de amor. (PASTOR) Muito tempo antes de Cristo, alguns povos já usavam anéis com profundo simbolismo conjugal, religioso e social. Os anéis no casamento se tornam alianças. Eles simbolizam todos os acordos e compromissos que os noivos assumem ao participar de uma cerimônia como esta. Em relação um ao outro, os dois em relação a Deus, em relação à sociedade, declaram simbolicamente que, oficialmente, já assumiram os acordos conjugais, todos os acordos conjugais. O não uso da aliança é uma quebra do acordo, é o assumir que não quer mais cumprir o acordo assumido. As alianças no dedo certo, na mão certa, insinuam que o portador está comprometido integralmente com suas declarações quando da realização de seu casamento. As alianças no dedo certo, na mão certa, proclamam exaltação a Deus, honras ao cônjuge e respeito à sociedade. Estas alianças devem ser uma das marcas deste esposo e desta esposa, durante toda a vida que cada um terá. (LEITOR 3) Que é o teu amado mais do que outro amado, ó tu, a mais formosa entre as mulheres? Que é o teu amado mais do que outro amado, para que assim nos conjures? (LEITOR 2) O meu amado é cândido e rubicundo, o primeiro entre dez mil. A sua cabeça é como o ouro mais refinado, os seus cabelos são crespos, pretos como o corvo. Os seus olhos são como pombas junto às correntes das águas, lavados em leite, postos em engaste. As suas faces são como um canteiro de bálsamo, os montões de ervas aromáticas; e os seus lábios são como lírios que gotejam mirra. Os seus braços são como cilindros de ouro, guarnecidos de crisólitas; e o seu corpo é como obra de marfim, coberta de safiras. As suas pernas como colunas de mármore, colocadas sobre bases de ouro refinado; o seu semblante como o líbano, excelente como os cedros. O seu falar é muitíssimo suave; sim, ele é totalmente desejável. Tal é o meu amado, e tal o meu amigo, ó filhas de Jerusalém. (PASTOR entrega aliança do noivo para a noiva colocar no dedo da mão esquerda dele, e depois beijar a aliança no dedo dele) (LEITOR 3) Para onde foi o teu amado, ó tu, a mais formosa entre as mulheres? para onde se retirou o teu amado, a fim de que o busquemos juntamente contigo? (LEITOR 2) O meu amado desceu ao seu jardim, aos canteiros de bálsamo, para apascentar o rebanho nos jardins e para colher os lírios. Eu sou do meu amado, e o meu amado é meu; ele apascenta o rebanho entre os lírios. (PASTOR entrega aliança da noiva para o noivo colocar no dedo da mão esquerda dela, e depois beijar a aliança no dedo dela) (LEITOR 1) Formosa és, amada minha, como Tirza, aprazível como Jerusalém, imponente como um exército com bandeiras. Desvia de mim os teus olhos, porque eles me perturbam. O teu cabelo é como o rebanho de cabras que descem pelas colinas de Gileade. 0s teus dentes são como o rebanho de ovelhas que sobem do lavadouro, e das quais cada uma tem gêmeos, e nenhuma delas é desfilhada. As tuas faces são como as metades de uma romã, por detrás do teu véu. Há sessenta rainhas, oitenta concubinas, e virgens sem número. Mas uma só é a minha pomba, a minha imaculada; ela e a única de sua mãe, a escolhida da que a deu à luz. As filhas viram-na e lhe chamaram bem-aventurada; viram-na as rainhas e as concubinas, e louvaram-na. Quem é esta que aparece como a alva do dia, formosa como a lua, brilhante como o sol, imponente como um exército com bandeiras? Desci ao jardim das nogueiras, para ver os renovos do vale, para ver se floresciam as vides e se as romãzeiras estavam em flor. Antes de eu o sentir, pôs-me a minha alma nos carros do meu nobre povo. Volta, volta, ó Sulamita; volta, volta, para que nós te vejamos. Por que quereis olhar para a Sulamita como para a dança de Maanaim? (PASTOR ora ao Senhor agradecendo pelo casamento na vida dos noivos, e pede a ajuda de Deus para eles e todos os compromissos que estão assumindo neste momento)
Cantares 7

119E     LC.   PROTEÇÃO CONTRA OS INIMIGOS
(Leia com autoridade espiritual, com veemência profética e com convicção cristã, em nome da igreja, falando a Deus ou aos seus adoradores no culto.)
Convidado... Adoramos ao Senhor por Jesus, pelo poder eterno do seu nome, pelo que este nome tem feito em nossa existência... Pastor ou Direção... 1 Ouve, ó Deus, a nossa voz na nossa queixa; preserva a nossa vida do horror dos inimigos. Congregação... 2 Esconde-nos do secreto conselho dos maus, e do ajuntamento dos que praticam a iniqüidade, Diáconos... 3 os quais afiaram a sua língua como espada, e armaram por suas flechas palavras amargas. Todos... 4 Para em lugares ocultos atirarem sobre nós, os teus íntegros; disparam sobre nós repentinamente, e não temem. Voluntário1... 5 Firmam-se em maus intentos; falam de armar laços secretamente, e dizem: Quem nos verá? Homens... Nosso Deus Todo-Poderoso se manifesta também, como Deus-Filho, ele deixou o ser Deus e veio ter o nome que está acima de todo nome, em todo o universo. Pastor ou Direção... 6 Planejam iniqüidades; ocultam planos bem traçados; pois o íntimo e o coração do homem são imprevisíveis. Homens... 7 Mas Deus disparará sobre eles uma seta, e de repente ficarão feridos. Salvos... Nós de glorificamos, Senhor Deus, pela certeza que temos de nossa salvação, por Jesus Cristo, mesmo reconhecendo nossos pecados e a nossa indignidade. Mulheres... 8 Assim serão levados a tropeçar, por causa das suas próprias línguas; todos aqueles que os virem fugirão. Convidado... Adoramos ao Senhor por Jesus, pelo poder eterno do seu nome, pelo que este nome tem feito em nossa existência... Coro... O Senhor ouve a nossa voz e a nossa queixa, ele preserva a nossa vida do horror dos inimigos. Pastor ou Direção... Rendemos graças a ti, Senhor Deus, por Jesus Cristo, pelo poder que há em seu nome, em nossa vida. Congregação... 9 E todos os homens temerão, e anunciarão a obra de Deus, e considerarão prudentemente os seus feitos. Todos... 10 Nós, os justos, nos alegraremos no Senhor e confiaremos nele, e todos nós, de coração reto, cantaremos louvores. ... Amém
Salmo 064