(11)O Ministério de Jesus no Mundo

OUTROS TÍTULOS:
Curas e Milagres foram situações na vida de Jesus
Pregar, Ensinar e Morrer foram Sua Missão
Amor e Misericórdia foram Marcas do Seu Caráter
Família e Relacionamentos foram Circunstâncias em Sua Vida
... e Outros Títulos que o pregador achar por bem.


Deus-Filho encarnado, habitando e convivendo com a humanidade, tinha uma visão muito clara do que queria e do que deveria fazer para levar a cabo a missão que recebera do Deus-Trino. Reconhecer isto é uma forma de louvar, agradecer a Ele por seu empenho, pela determinação que mostrava em cada passo que dava entre nós. Além disto, é uma forma de aprender a viver, tendo alvos, sendo determinado, pondo foco no que faz, ou deixa de fazer, buscando alcançar metas que venham trazer benefícios a si, ao Reino, e ao próximo.
.
.
.
.
Quanto mais consagrado for o salvo, melhor o Senhor opera sua Graça, fazendo-o agradável aos seus propósitos. (2Co.3:5, Sl.37:5, Tt.2:11-14, Hb.13:20-21) (leia 399D)
O Messias de Deus... Sl.45:7, Is.61:1, Dn.9:24, Lc.4:18, At.4:27, 10:38
Filho do Homem, expressão que na época indicava o Messias... Mt.8:20, 9:6, 11:19, 16:13, 20:28; 24:27, Mc.8:38, Lc.18:8, Jo.1:51, 5:27, 6:53, 12:23, 13:31, At.7:56, Ap.1:13
Sua missão... Mt.5:17, 20:28, Lc.4:43, 12:49, 19:10, Jo.3:17, 9:39, 10:10, 12:47, 18:37, 1Tm.1:15
.
.
Questões... (1)O Ministério de Jesus iniciou-se nos acontecimentos do seu nascimento em Belém, da sua meninice em Nazaré, na sua adolescência entre os doutores da Lei, na sua juventude trabalhando com o pai José, ou na sua adultice a partir do batismo no Jordão? (2)Em que podemos nos basear para crer que o Ministério dele foi bem planejado e executado até culminar com sua morte na cruz e sua posterior ressurreição? (3)Na nossa pequena visão humana-cristã, Jesus teve doze apóstolos por que era um número suficiente para seus propósitos, por que não havia mais gente que pudesse fazer o que eles fariam em sua companhia, ou por que apenas era um número simbólico aos judeus?
.
.
.
Introdução do Tema... Vários irmãos vão se levantando, e cada um lembra um fato na Bíblia sobre o Ministério de Jesus no mundo.
Leitura Reflexiva Jo.8:12-27. Intróito Declarativo: 402D
Abertura do Culto... (Leia com autoridade espiritual, com veemência profética e com convicção cristã, em nome da igreja, falando a Deus ou aos seus adoradores no culto.)... Merecedor é nosso querido Deus, Senhor do universo, de todo o nosso louvor. Somos pecadores, indignos de estar perante sua face, mas por sua misericórdia, está entre nós. Desejamos viver intensamente o culto que vamos lhe prestar. Demasiadas são as nossas razões para estarmos juntos aqui, nesta adoração em nossa igreja. Honrá -lo com nossa presença, quando a igreja está reunida para estar com ele, é nossa prioridade de vida. Fazer sua soberana vontade em tudo que somos e temos, é a nossa melhor dedicação. O nosso culto é sem barulhos desnecessários, sem gritarias emocionais, e sem práticas pagãs, pois visamos sómente adorar a Deus, e ouvi-lo através de tudo que acontece na adoração. A temática deste culto é “O Ministério de Jesus no mundo” quando nos conscientizaremos dos objetivos messiânicos de Jesus Cristo para viver no mundo, naqueles anos em que viveu ensinando e demonstrando o amor eterno de Deus..... NOSSA ORAÇÃO... Merecedor és, nosso querido Deus, Senhor do universo, de todo o nosso louvor. Sejas admirado em nosso culto. Para sempre. Amém. (cântico diferente das estrofes do hino 190A durante momentos apropriados do culto)
.
.
.
Cantor Cristão (hinos A): 36, 52, 57, 190, 209, 253. Hinário para o Culto Cristão (hinos B): 110 a 120, 67, 71, 191, 609. Outros Hinos (hinos C): 106 a 108
Leitura Bíblica HCC. (B): 111, 113, 115, 119. Leituras Coletivizadas (E): 88, 187, 213. Declaração Congregacional (D): 127
Nosso culto a Deus: 347D. Responso Congregacional: Manhã, 352D; Noite, 361D. Declaração Final: 416D. Bênção Final: 371D.
Adicionantes... Calendário da Igreja; Dias Comemorativos, 396D; Oração Congregacional, 394D